Você faz isso? A estanha mania de dormir coberto e com o ventilador ligado

Algumas curiosidades sobre dormir com ventilador ligado e de cobertor, por SorocabaniceS

Não, não somos loucos por dormir coberto e com o ventilador ligado, mas o cobertor, é uma das coisas que não faz mal, já o ventilador ligado …

Muitos brasileiros têm o costume de dormir com ventilador ligado durante boa parte do ano. Nas noites quentes de verão, essa é uma opção mais barata que o ar-condicionado para aliviar o calor intenso. Mas tanto faz o clima, dormimos cobertos mesmo!

Entretanto, em regiões em que o clima é mais abafado e úmido, o uso se estende pelo ano todo. O ventilador melhora a circulação do ar, refrescando o ambiente e espantando os mosquitos. Esse hábito, porém, pode trazer alguns danos para a saúde, especialmente para quem já apresenta um quadro alérgico e problemas respiratórios.

Ainda que pareça inofensivo e agregue conforto às suas noites de sono, muitas pessoas não fazem ideia de que o ventilador pode ser a causa de dores no pescoço e problemas de pele, dentre outros.

Mas será que o conforto gerado compensa os possíveis malefícios à sua saúde?

Pensando nisso, elaboramos esta lista com algumas curiosidades sobre o uso do ventilador durante a noite. Confira!

Doenças respiratórias
O hábito de dormir com ventilador ligado impacta diretamente as vias respiratórias. Isso acontece por diversas razões, entre elas, o ressecamento do ar e a suspensão da poeira.

Passar a noite recebendo o vento direto pode debilitar o sistema imunológico, tornando o organismo mais propenso às infecções respiratórias por vírus e bactérias, além de deixá-lo menos capaz de combatê-las.

Por isso, caso o calor seja intenso a ponto de atrapalhar o sono, o ideal é usar o ventilador no chão, jogando o ar para cima e, se possível, oscilando de um lado para o outro. Assim, o vento não incide diretamente sobre o corpo, reduzindo os efeitos nocivos.

Agravamento de alergias
Como falado no item anterior, ao ligar o ventilador, o pó acumulado em suas pás é espalhado, enchendo o ar de poeira. Para quem é alérgico, o uso frequente do ventilador torna o quarto um ambiente hostil, com ácaros por todos os lados, inclusive na cama.

Dessa maneira, os problemas de base, como sinusite, rinite, bronquite e tosse, são agravados, interrompendo a noite de sono e causando efeitos que duram o dia todo.

Nesse caso, a higienização dos aparelhos é essencial. Ventiladores tendem a acumular ácaros e partículas, por isso, recomenda-se uma limpeza semanal.

Ressecamento da boca e traqueia
Um dos efeitos facilmente percebidos ao dormir com o ventilador ligado é a sensação de boca seca e garganta arranhando. Isso ocorre porque o ventilador torna o ar muito seco e, consequentemente, resseca as vias respiratórias, como a boca e a traqueia.

Essa sensação ruim pode não só atrapalhar o sono, como provocar irritação na garganta e tosse. Para minimizar o problema, é recomendado utilizar um umidificador de ar ou colocar uma bacia com água no quarto. Além disso, é importante deixar as portas e janelas abertas, mesmo que seja uma fresta, para circular o ar e arejar o ambiente.

Dores no pescoço
Embora não pareça, até aquela dor inconveniente no pescoço pode ser causada pelo uso do ventilador ao dormir. Portanto, depois de descartar causas como colchão e travesseiro inadequados, vale pensar no ventilador.

Dores no pescoço são comumente causadas pelo músculo levantador da escápula. A rigidez desse músculo pode ser causada pelo frio, por isso, o vento gelado incidindo diretamente no pescoço pode render um grande incômodo no dia seguinte. De maneira geral, todos os músculos do corpo ficam mais suscetíveis à tensão em ambientes mais frios.

Por isso, o melhor é que o vento nunca seja direcionado para a pessoa. No caso dos ventiladores de teto, é possível usar a opção de exaustão. Caso não seja possível evitar o vento, a alternativa é proteger a área se cobrindo.

Secura na pele
Além das vias do aparelho respiratório, a sua pele também pode sofrer com o ressecamento do ar. Da mesma forma que as alergias respiratórias, alguns problemas dermatológicos podem se agravar, como a dermatite atópica, a psoríase e a dermatite seborreica.

Dessa forma, antes de dormir em ambientes refrigerados, seja pelo ventilador, seja pelo ar-condicionado, deve-se hidratar bem a pele com cremes e beber bastante líquido ao longo do dia.

Alguns benefícios de dormir com o ventilador ligado

Embora o uso frequente do ventilador possa agravar determinados problemas de saúde, em algumas situações, ele traz benefícios. Aqui, citamos alguns deles:

Ruído branco
A insônia é um problema cada vez mais frequente na vida moderna. Apesar do cansaço do dia a dia, muitas pessoas deitam na cama e têm dificuldades de pegar no sono. Nesse sentido, uma das coisas que facilitam o relaxamento e ajudam a adormecer é o chamado ruído branco.

Trata-se de um barulho constante, como o causado pelo ventilador, que o impede de escutar outros sons. Essa é uma das razões que fazem algumas pessoas gostarem de dormir com o ventilador ligado.

Ar fresco
Especialmente em um país quente como o nosso, a circulação do ar favorece o conforto. O ar fresco evita o suor e a coceira provenientes do calor intenso, tornando a noite de sono mais agradável.

Redução da fadiga
O excesso de calor afeta o sistema nervoso central e pode causar o aumento da pressão, fazendo com que a pessoa tenha constante sensação de cansaço. O refresco promovido pelo ventilador recarrega as energias e nivela a pressão sanguínea, proporcionando bem-estar.

Como vimos neste texto, usar o ventilador à noite pode ser muito bom em algumas situações, mas prejudicial em outros aspectos. É preciso avaliar o custo-benefício desse hábito. Por exemplo, o ruído branco pode ser substituído pelo som emitido por um aplicativo, caso os sintomas respiratórios sejam evidentes.

Quando necessário, como nas noites quentes, deve-se tomar precauções que minimizem os efeitos ruins, tais como limpar periodicamente o aparelho, umidificar o ar e hidratar bem o corpo e a pele. Afinal, sabemos que um bom descanso depende também da circulação e fluxo de ar no ambiente, por isso, às vezes é preciso dormir com ventilador ligado.

Ou seja, aqui no SorocabaniceS você aprendeu que não é loucura dormir com o ventilador e com o companheiro cobertor, mas tudo na vida tem seu lado bom e seu lado ruim.

E você? Dorme coberto e com o ventilador ligado? Diz aí!


Marcações: