Conecte-se com a gente!

E aí, o que você está procurando?

Tiago O Barbeiro diz que Manga negociou cargos com apoiadores e organizou boca de urna

Tiago Vieira, ou mais conhecido como Tiago O Barbeiro, disputou as eleições para vereador de Sorocaba pelo partido de Manga, e segundo ele, cargos foram negociados com apoiadores e pagamentos com dinheiro vivo para aqueles que divulgassem suas ações; assessoria de Manga diz estar tranquila com a acusação e é só mais uma tentativa de ataque

O ex-candidato à vereador pelo partido de Rodrigo Manga (Republicanos), Tiago O Barbeiro, entrou com uma representação na Justiça para dizer que o candidato à prefeitura de Sorocaba organizou boca de urna, criou grupos nas redes sociais para atacar adversários, fomentar discussões e desconstruir notícias.

Na representação Tiago também diz ter presenciado pagamentos em dinheiro vivo para pessoas que divulgassem as ações de Rodrigo Manga e também que haveria pagamento à quem realizasse boca de urna no segundo turno, pois já o primeiro turno, ainda segundo a representação de Tiago, as pessoas que fizeram boca de urna teriam recebido pagamento.

Confira a representação abaixo:

Continue lendo após o anúncio

Entramos em contato com a assessoria de Rodrigo Manga que nos enviou a seguinte nota:

Essa é mais uma tentativa sem provas e fundamento legal, cujo único objetivo é criar fatos jornalísticos que produzam algum efeito eleitoral.
A coligação vê esses acontecimentos com muita tranquilidade, pois lideramos todas as pesquisas e essa forma de fazer política já era esperada por quem não tem outra alternativa, senão atacar.

Coligação de Manga foi denunciada por suposta prática de boca de urna na semana passada

A Justiça Eleitoral encaminhou à Polícia Federal um pedido de abertura de inquérito policial para apurar suposto crime eleitoral cometido pela coligação “A mudança vai começar”, do candidato a prefeito de Sorocaba, Rodrigo Manga (Republicanos).

A denúncia foi feita pela coligação “Sorocaba, força e união para crescer”, da candidata Jaqueline Coutinho (PSL). O juiz eleitoral Emeson Tadeu Pires de Camargo, em seu despacho, determinou com urgência que a Polícia Federal seja oficiada da instauração de inquérito policial para a apuração dos fatos e também pediu manifestação do Ministério Publico Eleitoral e que seja encaminhada cópia dos autos aos demais Juízes Eleitorais de Sorocaba para conhecimento do caso.

Continue lendo após o anúncio

Segundo os autos, em um vídeo- que por sinal viralizou em aplicativos de mensagem -, Manga e uma correligionária aparecem e supostamente arregimentam apoiadores para que façam boca de urna no domingo (29), dia do segundo turno das eleições municipais deste ano.

Segundo o documento, Manga relata, durante reunião, aos seus apoiadores: “Ah tá, outra coisa… Outra coisa… Você tem pessoas que trabalhou para você. E essas pessoas podem nos ajudar na reta final… Vai ter uma ajuda de custo, lógico! Você vai passar para seus líderes aqui, tudo bem?.. Vamos fazer uma grande equipe de rua nessa reta final, tá bom!.. Eu quero ´pegar´ pessoas ´suas´… Priorizar aqueles que são seus… Então gente… Eu quero aqui pedir para vocês… Esse apoio…(…)”.

Após a fala do candidato, a correligionária aparece na sequência e diz: ““Pessoal, é, no dia 29, nós queremos o máximo de fiscal possível nas escolas ´fiscalizando´, dando aquele abraço na pessoa que você conhece, falando pra não esquecer que é “10”, disfarçadamente, entendeu? Então, assim oh… Eu gostaria que você mandasse pro seu líder de partido, por gentileza, o nome da escola que você mais conhece pessoas. […] A ideia é você estar na escola que conhece mais gente, ok? Então, você vai mandar para seu líder de partido qual escola que você conhece mais gente, pra gente conseguir organizar a questão dos fiscais no dia da eleição, beleza, combinado?”.

Continue lendo após o anúncio

Manga volta a pegar o microfone e finaliza: ” “pessoal essa de fiscal é importante porque você vai encontrando com as
pessoas lá, né? (…)”.

Conforme nota da coligação de Manga, “mais uma vez, a exemplo do primeiro turno, a coligação da candidata Jaqueline Coutinho ingressa com mais uma ação sem fundamento legal, cujo único objetivo é criar fatos jornalísticos que produzam algum efeito eleitoral”.

Segundo o candidato, “o vídeo em que o candidato Rodrigo Manga é atacado foi editado e as falas retiradas do seu contexto original. Fato que será facilmente comprovado em momento oportuno.

Continue lendo após o anúncio

Leia Também:

Faz parte de minha profissão visitar bares e restaurantes, o que, na maior parte das vezes, é um grande barato. Uma das minhas diversões...

Nos do grupo Sorocabanices, resolvemos criar um grupo de auto ajuda, onde os membros poderão postar fotos de pessoas e animais desaparecidos, documentos perdidos...

Um caso chocou o Brasil na última terça-feira (19). Uma mulher foi presa após agredir e raspar a cabeça da filha de 13 anos....

Uma forte chuva atingiu Ilha Comprida, litoral de SP, mais conhecida pelos sorocabanos como praia do “Oi”. Mais de 150 mulheres de Sorocaba que...

Anúncio