Conecte-se com a gente!

E aí, o que você está procurando?

Sorocaba tem atualização sobre casos de sarampo e dengue

A Prefeitura de Sorocaba, por meio da Secretaria da Saúde (SES), divulgou nesta segunda-feira (14) o Boletim Epidemiológico Nº 25. O documento, emitido e elaborado pela Vigilância em Saúde do município, traz dados referentes aos casos de arboviroses (dengue, chikungunya, zika e febre amarela) e sarampo.

De acordo com a SES, Sorocaba registrou 1.055 casos confirmados de dengue (900 autóctones, 107 importados e 48 indeterminados), 85 de chikungunya (78 autóctones, 4 importados e 3 indeterminados) e um caso importado de febre amarela, infectado na cidade de Cajati. Nenhum caso de zika foi registrado. Houve apenas um caso de óbito por dengue ocorrido em junho, sendo a paciente do sexo feminino de 54 anos, sem comorbidades.

A SES esclarece que, apesar do período característico de interrupção de casos confirmados de dengue, mantém a confirmação de casos, semanalmente, como fator de alerta diante da possibilidade de novo momento epidêmico nos meses de calor e chuvas. Além do trabalho do Poder Público, é de extrema importância a colaboração da população para combater o mosquito Aedes aegypti.

Continue lendo após o anúncio

Sarampo

A Vigilância Epidemiológica Municipal de Sorocaba identificou, até o momento, 45 casos de sarampo na cidade. O primeiro foi confirmado em maio de 2019. Dentre os confirmados, 26 (57,7%) casos são do sexo masculino, com média de idade de 2 anos (4 meses – 73 anos) e maior número de casos na faixa etária de 20 a 34 anos. Todos os casos foram confirmados por exame laboratorial. Os casos estão distribuídos em todas as áreas do município, com maior coeficiente de incidência na regional Leste e Oeste.

O sarampo é uma doença viral aguda, altamente contagiosa, que cursa com febre, tosse, coriza, conjuntivite e manchas no corpo. A transmissão do vírus do sarampo é direta, de pessoa a pessoa, por meio das secreções nasofaríngeas expelidas pelo doente. O período de incubação é de uma a duas semanas.

A principal medida para evitar a introdução e transmissão do vírus do sarampo é a vacinação da população suscetível, aliada a um sistema de vigilância de qualidade e suficientemente sensível para detecção oportuna de qualquer caso suspeito de sarampo.

Continue lendo após o anúncio

É de extrema importância que as pessoas que apresentem febre e exantema (manchas vermelhas no corpo) associadas a sintomas respiratórios, procurem atendimento médico e sigam as orientações de afastamento do convívio social enquanto estiverem no período de transmissão (6 dias antes do exantema, até 4 dias após).

Campanha de Vacinação

A vacina é a melhor forma de prevenção da doença, tendo sido estendida a vacinação contra sarampo para crianças a partir de 6 meses a 11 meses de idade, além das doses de rotina aplicadas aos 12 e 15 meses de idade. Todos as pessoas de 1 a 29 anos devem ter comprovação de duas doses de vacina e indivíduos de 30 até a 59 anos, uma dose de vacina contra o sarampo. Pessoas acima de 60 anos não necessitam comprovação de vacinação pois, em geral, tiveram contato com o vírus na infância, sendo consideradas imunes.

Até o dia 25 de outubro de 2019 está ocorrendo a Campanha Nacional de Vacinação com foco na proteção ao sarampo, destinada às crianças não vacinadas de seis meses a menores de cinco anos (4 anos, 11 meses e 29 dias). Haverá o ‘dia D’ de mobilização nacional, em 19 de outubro.

Continue lendo após o anúncio

No período de 18 de novembro a 30 de novembro será realizada a vacinação de adultos jovens, não vacinados, na faixa etária de 20 a 29 anos de idade. O ‘dia D’ para esse público ocorrerá em 30 de novembro.

Fonte

Continue lendo após o anúncio

Leia Também:

Faz parte de minha profissão visitar bares e restaurantes, o que, na maior parte das vezes, é um grande barato. Uma das minhas diversões...

Nos do grupo Sorocabanices, resolvemos criar um grupo de auto ajuda, onde os membros poderão postar fotos de pessoas e animais desaparecidos, documentos perdidos...

Um caso chocou o Brasil na última terça-feira (19). Uma mulher foi presa após agredir e raspar a cabeça da filha de 13 anos....

Uma forte chuva atingiu Ilha Comprida, litoral de SP, mais conhecida pelos sorocabanos como praia do “Oi”. Mais de 150 mulheres de Sorocaba que...

Anúncio