Conecte-se com a gente!

E aí, o que você está procurando?

Sorocaba registra aumento de casos de Covid-19 em crianças até 10 anos

A cidade de Sorocaba registou aumento no número de internações por Covid-19 de crianças com até 10 anos em novembro

Segundo a Secretaria Estadual da Saúde, os números evoluíram 57%, passando de 19 para 30 internações. O Estado de São Paulo apresentou a mesma taxa de evolução, segundo o banco de dados do SIVEP-Gripe.

No restante do estado, em relação ao número de casos confirmados na faixa de 0 a 9 anos, na comparação entre outubro e novembro, Indaiatuba teve alta de 237,5 % (16 para 54), São José do Rio Preto de 153% (75 para 190), Carapicuíba de 137,5% (16 para 38), Caieiras de 100% (8 para 16), São Bernardo do Campo de 57% (35 para 55) e Campinas de 56% (41 para 64). Os dados foram organizados pelo projeto Info Tracker, ferramenta que reúne estatísticas e processa os dados sobre o coronavírus em São Paulo, à pedido da Jovem Pan.

Analisando o boletim epidemiológico do Ministério da Saúde é possível ver o crescimento nos casos de crianças com Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) hospitalizadas no Brasil. Na semana epidemiológica 40, que corresponde ao período de 27 de setembro a 3 de outubro, na faixa etária até um ano, eram 2.567 menores hospitalizados com SRAG.

Continue lendo após o anúncio

Entre 1 a 5 anos, eram 2.707. Na semana epidemiológica 49, que corresponde ao período de 29 de novembro a 5 de dezembro, o número de crianças com menos de 1 ano hospitalizadas com SRAG aumentou para 3.159. Na faixa etária entre 1 e 5 anos, o número subiu para 3.642 internações. Segundo Marcio Nehab, pediatra e infectologista do Instituto Fernandes Figueira (IFF) da Fiocruz, a situação do Brasil não é diferente da que os Estados Unidos vivenciou em agosto.

“Se você for pegar dados de exames de PCR/RT lá atrás no início da pandemia nos Estados Unidos, você vai ver que menos de 1% dos casos eram diagnósticos em crianças. Esses números de casos foram aumentando absurdamente e, agora, alguns estados americanos tem mais de 15% dos casos relatados em pediatria”, conta. “Então aumentou 15 vezes, mas mesmo assim continuam sendo casos mais amenos, benignos, sem complicações, sem internações e sem óbitos na grande maiorias das vezes”, compara o médico.

Para traçar hipóteses sobre o aumento, Nehab diz que é preciso fazer uma retrospectiva histórica do que aconteceu na pandemia. “Lá atrás, os pais de crianças pequenas ficaram apavorados. Ninguém sabia se a Covid-19 seria tão ruim para crianças quanto é para idosos e pessoas com comorbidades.

O que se fez? Se prendeu todas as crianças. Quando houve uma desaceleração no número de casos e uma flexibilização das medidas de distanciamento, as pessoas começaram a relaxar os cuidados. As crianças começaram a ir para parques, praças, campos, escolas, ou seja, as crianças sofreram as consequências”, sugere o pediatra. O aumento de casos não aconteceu só com crianças, mas elas estavam menos expostas ao vírus no começo da pandemia, o que pode ser uma possibilidade para o crescimento notável nos últimos meses.

Continue lendo após o anúncio

A dificuldade de mapear os casos de Covid-19 entre crianças de até 12 anos é que, em sua maioria, elas são assintomáticas. “É incrível que 30%, 50% dos caso confinados por PCR/RT são totalmente assintomáticos, o que dificulta muito o diagnóstico em pediatria”, diz. De acordo com o pediatra, os casos de coronavírus em pediatria são, na infinita maioria, muito amenos. “Não passa de resfriado comum ou simulando uma gastroenterite aguda com dor abdominal, diarreia, as vezes vômitos, febre ou sintomas respiratórios como catarros, coriza, tosse, obstrução nasal e, algumas vezes, lesões de pele”.

Créditos: Ipa Online e Jovem Pan News

Continue lendo após o anúncio

Leia Também:

Faz parte de minha profissão visitar bares e restaurantes, o que, na maior parte das vezes, é um grande barato. Uma das minhas diversões...

Nos do grupo Sorocabanices, resolvemos criar um grupo de auto ajuda, onde os membros poderão postar fotos de pessoas e animais desaparecidos, documentos perdidos...

Um caso chocou o Brasil na última terça-feira (19). Uma mulher foi presa após agredir e raspar a cabeça da filha de 13 anos....

Uma forte chuva atingiu Ilha Comprida, litoral de SP, mais conhecida pelos sorocabanos como praia do “Oi”. Mais de 150 mulheres de Sorocaba que...

Anúncio