Conecte-se com a gente!

E aí, o que você está procurando?

Sorocaba e Região

Profissionais da linha de frente contra a covid do CTE São Guilherme em Sorocaba estão sem receber

Cerca de 100 profissionais que trabalharam no Centro de Estabilização na UBS do São Guilherme em Sorocaba estão sem receber o salário; a Prefeitura de Sorocaba enviou uma nota

O Sorocabanices recebeu dezenas de mensagens de profissionais que trabalharam dia a dia contra o vírus da covid-19 no Centro de Estabilização da UBS do Jardim São Guilherme em Sorocaba, pois eles relatam que estão sem receber.

De acordo com os profissionais, os salários referente a setembro de 2021 e as rescisões dos funcionários contratos pela terceirizada Abrades não foram pagas. Confira abaixo uma das mensagens enviadas ao Sorocabanices:

“SECRETARIA DE SAÚDE, em relação aos salários do mês de Setembro-2021 e rescisões dos funcionários contratados pela terceirizada ABRADES que deixaram de ser pagos ocasionando diversos transtornos a toda equipe sem exceção. Este é um direito, uma vez que cumprimos com nosso compromisso de trabalho naquele hospital, colocando nossas vidas e de nossos familiares em risco, mas nem por isso deixamos de exercer nossa profissão com amor, compaixão e humanização. Temos consciência que os danos psicológicos que adquirimos no decorrer desses 6 meses de trabalho nunca serão reparados, afinal vidas perdidas não voltam, sentimos as dores de cada familiar que perdeu seu ente querido em nosso plantão. QUEREMOS RESPEITO. PAGUE O QUE NOSSO DE DIREITO. PAGUE NOSSO SALÁRIO”. – Encerra uma das mensagens.

Continue lendo após o anúncio

Além das mensagens denunciando a falta de pagamento, os funcionários enviaram uma nota de repúdio. Veja abaixo:

Nota de repúdio enviada pelos funcionários

CONVERSAMOS COM A PREFEITURA MUNICIPAL DE SOROCABA, QUE NOS ENVIOU A SEGUINTE NOTA:

“A Prefeitura informa que está acompanhando o caso de perto e fará tudo o que estiver ao seu alcance, dentro da legalidade, para que nenhum colaborador da Abrades (Associação Brasileira de Educação e Saúde) fique desassistido. Em reunião realizada, no sábado (9), com colaboradores que prestam serviço à Abrades e o sindicato da categoria, ficou acertado que a Secretaria da Saúde (SES) notificará a Abrades por falta de pagamento aos colaboradores da Associação.

A Abrades, então, tem até o dia 21 de outubro para entregar toda a documentação comprobatória e a SES analisará os documentos. Mesmo que não sejam funcionários contratados de forma direta pela Prefeitura, mas pela empresa terceirizada, o prefeito Rodrigo Manga determinou que se encontre uma solução legal e não permitirá que esses colaboradores fiquem sem receber os seus direitos.” – Encerra a nota da Prefeitura.

Continue lendo após o anúncio
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia Também:

Faz parte de minha profissão visitar bares e restaurantes, o que, na maior parte das vezes, é um grande barato. Uma das minhas diversões...

Nos do grupo Sorocabanices, resolvemos criar um grupo de auto ajuda, onde os membros poderão postar fotos de pessoas e animais desaparecidos, documentos perdidos...

Um caso chocou o Brasil na última terça-feira (19). Uma mulher foi presa após agredir e raspar a cabeça da filha de 13 anos....

Uma forte chuva atingiu Ilha Comprida, litoral de SP, mais conhecida pelos sorocabanos como praia do “Oi”. Mais de 150 mulheres de Sorocaba que...

Anúncio