Conecte-se com a gente!

E aí, o que você está procurando?

Operação da Polícia Civil prende mais de três mil ladrões, pedófilos e assassinos

Objetivo era evitar a prescrição dos crimes e prender procurados a tempo de eles serem julgados e cumprir as penas em caso de condenação.

Uma operação de policiais civis de todo o Brasil prendeu nesta quarta (24) mais de três mil procurados pela Justiça.

A operação começou de madrugada: 7.300 policiais saíram às ruas à procura de criminosos em 26 estados e no Distrito Federal. Os presos e menores apreendidos respondem por crimes violentos, como assassinato, roubo seguido de morte, estupro, pedofilia e tráfico de drogas.

Continue lendo após o anúncio

Só na manhã desta quarta-feira (24), a polícia capturou cem pessoas no Paraná e outras 60 em Brasília. No Rio de Janeiro, um dos primeiros a ser detido foi um homem acusado de homicídio e apontado pela polícia como integrante de uma milícia em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

Com ele, os agentes encontraram um uniforme do exército e uma arma. No Pará, a maior parte das prisões ocorreu no interior do estado. Os alvos foram traficantes e ladrões.

No estado de São Paulo, a Polícia Civil tinha o maior número de mandados para cumprir: seis mil. A prioridade era evitar a prescrição dos crimes e prender os procurados a tempo de eles serem julgados e cumprir a pena em caso de condenação.

Foram 1.193 prisões em São Paulo. Um homem, preso na capital paulista, era procurado por sequestro. A vítima ainda está desaparecida. Entre os capturados também está um acusado de organizar a entrada de celulares nos presídios do estado. Dentro de um ônibus em Juquiá, no litoral, os policiais encontraram mais de 200 quilos de drogas.

Continue lendo após o anúncio

“Muito importante para a polícia, muito importante para a Justiça, que pode tocar esses processos que estão paralisados. E, muito importante para a sociedade, porque nós estamos tirando gente que potencialmente pode estar repetindo esses delitos na rua”, disse Ruy Ferraz Fontes, delegado-geral da Polícia Civil de São Paulo.

FONTE: Jornal Nacional / G1

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia Também:

Faz parte de minha profissão visitar bares e restaurantes, o que, na maior parte das vezes, é um grande barato. Uma das minhas diversões...

Nos do grupo Sorocabanices, resolvemos criar um grupo de auto ajuda, onde os membros poderão postar fotos de pessoas e animais desaparecidos, documentos perdidos...

Um caso chocou o Brasil na última terça-feira (19). Uma mulher foi presa após agredir e raspar a cabeça da filha de 13 anos....

Uma forte chuva atingiu Ilha Comprida, litoral de SP, mais conhecida pelos sorocabanos como praia do “Oi”. Mais de 150 mulheres de Sorocaba que...

Anúncio