Sorocaba quer que estado custeie mais leitos covid-19 para pacientes da cidade

Prefeitura pede ao Estado que custeie mais leitos Covid-19 para pacientes de Sorocaba

A Prefeitura de Sorocaba busca o apoio do Governo do Estado para custear leitos Covid-19, tanto de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), como de enfermaria, em hospitais de Sorocaba, como forma de ampliar a oferta de vagas para os munícipes.

O pedido foi feito diretamente ao vice-governador Rodrigo Garcia, nesta terça-feira (9), no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo, pelo prefeito de Sorocaba Rodrigo Manga, que esteve acompanhado do secretário da Saúde, Dr. Vinicius Rodrigues, do deputado estadual Rodrigo Moraes, do presidente da Câmara Municipal, o vereador Cláudio Sorocaba, da chefe de Divisão de Vigilância Epidemiológica de Sorocaba, Ana Paula Diegues Trindade e da coordenadora médica da Central de Regulação de Leitos Municipal, Dra. Priscila Renata Feliciano.

Sorocaba conta atualmente com 109 leitos exclusivos de atendimento Covid-19, sendo 60 de UTI e 49 de enfermaria, com um custo mensal de R$ 4,4 milhões. O prefeito explicou que o município está em processo de implantação de mais 43 leitos com respiradores e 52 de enfermaria, todos para Covid-19, com um custo estimado de R$ 7 milhões, por mês.

Devido às limitações orçamentárias, a Prefeitura solicitou ao vice-governador a habilitação pelo Estado, por meio de custeio, de ao menos 55 leitos UTI e 28 de enfermaria. “Mas isso desde que a regulação dos leitos continue sendo feita pelo próprio município de Sorocaba, a fim de atendermos pacientes que são da cidade”, destacou o prefeito.

Segundo o secretário da Saúde, a parceria teria os moldes da regulação feita na cidade para o atendimento de casos de alta complexidade na área de Cardiologia. Ele lembrou que, dos 51 leitos UTI custeados e operados em Sorocaba pelo Estado, 25% deles deveriam ser ocupados por sorocabanos, porém, atualmente, apenas dois estão com pacientes locais.

O vice-governador Rodrigo Garcia disse que vai levar o pleito ao secretário de Estado da Saúde e que também aguarda a liberação de verba federal, para definir novos investimentos em ações contra a Covid-19 no Estado, inclusive na região de Sorocaba.

Oncologia

Outra demanda apresentada ao vice-governador é que o Estado amplie o atendimento oncológico oferecido na Santa Casa de Misericórdia de Sorocaba, para que possa atender mais pacientes de toda a região. “A Santa Casa já presta serviços de qualidade nessa especialidade e o local poderia abrigar um Hospital do Câncer, centralizando as demandas regionais, inclusive aquelas atualmente direcionadas ao Conjunto Hospitalar de Sorocaba (CHS)”, apontou o prefeito. O vice-governador recebeu um ofício com essa proposta, elogiou a qualidade dos serviços prestados atualmente pela Santa Casa e se comprometeu a estudar o assunto com o corpo técnico da Secretaria de Estado da Saúde.

%d blogueiros gostam disto: