Recém-nascido morre de gripe H1N1 em Itapetininga, interior de SP

Um recém-nascido, que morreu no dia 26 de junho, é a primeira vítima fatal da gripe H1N1 em Itapetininga em 2019. A informação foi divulgada nesta quarta-feira (17), pela Secretaria de Comunicação do município. Outros dois casos suspeitos da doença estão sendo investigados.

O bebê, que ficou internado em um hospital particular da cidade, não resistiu e morreu. De acordo com a Vigilância Epidemiológica a mãe não havia tomado a vacina.

A nota diz ainda que a família recebeu todas as orientações sobre a importância da vacina contra Influenza e que caso algum familiar apresente sintomas devem procurar uma unidade de saúde para avaliação.

Desde de janeiro a Prefeitura de Itapetininga recebeu 13 casos notificados da doença, sendo uma morte e dois investigados. Em 2018, foram 45 notificações, seis casos confirmados e quatro mortes registradas.