04/03/2021

BBB21: mãe da influencer de Sorocaba Viih Tube, defende filha após vídeo polêmico

6 min read

“Ela pagou um alto preço por esse ato impensado”, afirma Viviane Mara Felício, mãe de Viih Tube, influencer de Sorocaba que estará no BBB 21

Os créditos do texto e da entrevista são do site Metrópoles, coluna de Léo Dias.

“Mas que seja vista como alguém que soube amadurecer”.

O anúncio da youtuber Viih Tube na nova edição do Big Brother Brasil deixou muitos fãs empolgados. A influenciadora tem mais de 10 milhões de inscritos no canal e outros 16 milhões de seguidores no Instagram, sendo um chamariz para a juventude acompanhar o reality show de Boninho.

Mas, da mesma forma que aconteceu com todos os participantes, a vida da jovem de 20 anos sofreu uma devassa no momento em que seu nome apareceu na tela da Globo. Primeiro, um vídeo no qual outra adolescente colocava um hamster no micro-ondas foi associado a Vihh, mesmo não sendo ela que aparece nas imagens. Depois, um outro, de quando ela tinha 16 anos e cuspia na boca de um gato, ressurgiu na internet.

Pela primeira vez, Viviane Mara Felício, mãe de Viih, decidiu falar sobre o caso. Leia a entrevista!

Ela errou. Eu fiquei muito brava porque achei muito errado ela ter feito isso. Mas, ela não teve a intenção de maltratar, de judiar, com maldade no coração. Isso nunca. Seis anos se passaram e falar desse episódio para mim é bem triste e doloroso. Me dá uma aflição , uma agonia, não sei dizer… Lembro de duas coisas que, para mim, marcaram muito a minha história. A Vitória não foi cancelada sozinha. Isso posso afirmar com todas as letras. Nós, os familiares, também fomos cancelados. Preciso falar duas coisas para desabafar e tirar do peito o que estou sentindo.

Primeiro, quem é o Dobby? Dobby é um gatinho que estava lá em Manaus. A Viih foi fazer teatro lá e achou o Dobby num bueiro, abandonado com mais dois gatos. Ela me ligou desesperada e falou: ‘Mãe, quero esse gato, quero esse gato’. Falei que não porque, em casa, a gente já tinha três cachorros, dois pássaros. Como ia ter um gato? Implorei para ela não trazer, mas eu também sou coração mole e ela queria muito. A Viih ficou com muita dó do gato. Muito magrinho, muito pequenininho. Então, acabei deixando trazer. Ela teve que ir ao veterinário, lá em Manaus, dar vacina para o gato, comprou a caixa de transporte, não deu certo, voltou para trocar e quase perdeu o voo. Os outros dois gatinhos foram adotados por um produtor da cidade. Ela teve todo um transtorno na viagem porque se compadeceu com o abandono daqueles bichos.

Outra coisa que preciso falar é que a Viih sofreu muito. Essa parte, as pessoas não sabem. O sofrimento dela não foi só o cancelamento, algo de internet. Ela ficou realmente doente, o que a internet não acompanhou, apenas eu. A Viih ficou de cama três meses, emagreceu uns 7 quilos, ficou com o corpo inteiro de herpes, sangrava. O cabelo dela caiu, se afastou das redes, o que mais amava fazer. Vi a minha filha no fundo do poço por uma coisa que, eu sei, foi muito errado. Não vou tirar a responsabilidade dela. Ela reconhece o quanto errou e aprendeu profundamente com esse acontecido. Doí demais, tanto em mim, quanto nela, falar nesse assunto e lembrar o que passamos. Ela ama os animais e ainda é muito difícil para nós escutarmos das pessoas certas ofensas.

2- Como mãe, como foi ver sua filha sendo exposta na internet?

Foi a pior coisa que aconteceu para mim. Queria que as pessoas conhecessem a verdadeira Vitória. Uma pessoa educada, aquela aluna perfeita que aspirava Medicina, que só tirava 10 na escola e a professora falava: “Queria colocar ela num vidrinho para levar para mim”.

Ela é muito especial, estudiosa, sempre foi um amor de criança. Agora pensa: todo mundo xingando a sua filha sem dó nem piedade. Ela sofreu muito. Chamaram ela de lixo e de tudo quanto é coisa que vocês possam imaginar. Lembrar da Vitoria em cima da cama, sem ânimo pra vida e com feridas no corpo e na alma. Eu não tenho palavras para dizer a dor que foi ver minha filha sendo exposta e massacrada como ela foi.

3- Como a família lidou com a situação?

Como eu disse, desde o início, a Viih foi cancelada e a família foi junto. Vou contar rapidamente um pouco da minha história. A Vitoria é minha filha única e sofreu muito desde minha separação com o pai dela. Sempre trabalhei, desde os 13 anos, registrada como CLT. Saí da empresa para ficar com a Viih. Então, tive que parar minha profissão. Eu estava no auge, estava na direção.

Abdiquei para cuidar dela. Aí, montei a cozinha que, hoje, é um sucesso, mas era na minha casa. Enquanto descascava batata, cenoura, estava chorando, me perguntando o que nós íamos fazer para tirar a Viih daquela situação, fazer com que ela desse a volta por cima. Provar para as pessoas que ela não era aquilo, que nós não somos aquilo. Que somos pessoas boas, que trabalham, que querem o bem das pessoas, da comunidade e dos animais.

Coisas que só quem convive com a gente sabe. Viih teria um workshop numa chácara e e o evento foi cancelado. Depois de uns três meses, entrei em contato com essa pessoa da chácara e pedi para marcar uma reunião e apresentar a Viih. Para dar uma oportunidade da gente gravar uma websérie lá. Ela conheceu, amou a Viih e falou que a chácara estava aberta para a gente. Gravamos durante dois meses, conseguimos parceria da filmagem e começamos com a história da websérie. Começou tudo caseiro. Eu cozinhava, eu levava as coisas, hospedei toda a equipe na minha casa. Uma situação muito difícil, pois era a única alternativa para trazer vida nos olhos da Vitória. Ali, minha filha começou a reagir. A família teve que se mexer muito para a gente conseguir tirar a Viih do fundo daquele poço.

4- Hoje, a Viih é uma outra pessoa? Tem outra cabeça?

Minha filha sofreu muito, adoeceu, pagou um alto preço por esse ato impensado. O caráter dela continua o mesmo, isso nunca mudou. A mudança foi o amadurecimento forçado na dor. Ela amadureceu para a vida, como não? Sofreu demais. Então, a gente amadurece mais. Porque ela sempre foi essa menina que é hoje. Trabalhou muito, se dedicou muito nos projetos. A Viih sabe de tudo que está acontecendo no set de gravações. Sempre quis ir para o BBB, era meu sonho também vê-la lá, mas não era pelo prêmio ou para se expor e ficar mais famosa. Era para mostrar para o Brasil quem é a minha pequena. O quão forte ela é. E provar o contrário da imagem que ficou marcada para muitos. É uma pessoa muito verdadeira e transparente. Tenho certeza que muitas pessoas vão conhecer e se identificar com ela.

5- Qual recado você daria ao público?

Não gostar da Vitória que vão conhecer no programa é um direito, vai de identificação pessoal, estilo e outras questões. Não gostar e crucificar por um erro do passado é não aceitar a evolução das pessoas anos depois. É não acreditar que todos nós temos o direito de aprender com o passado e mudar, crescer. Inclusive, quem está criticando. Então, o que tenho para dizer para as pessoas é que não façam isso com ninguém. Já fizeram com a Viih. Ela já aprendeu e amadureceu.

6- O que podemos esperar dela?

Só tenho uma coisa a dizer: a Viih é muito inteligente. Ela tem o pensamento rápido e tenho certeza que vai surpreender as pessoas. Ela também é humilde e meiga. Estou ansiosa para ver o comportamento dela diante da pressão lá dentro. A Viih tem opiniões muito fortes. É justa nas colocações e sempre pensa e respeita a opinião do outro. Ela vai falar se alguém estiver fazendo uma injustiça. Olha, acho que vai surpreender muita gente. O prêmio do programa já é meu pela oportunidade que minha filha terá de mostrar para a internet e o Brasil quem ela verdadeiramente é.

Copyright © SorocabaniceS - Todos os direitos reservados.. | Newsphere by AF themes.