04/03/2021

Associação que cuida de crianças espectro autistas em Sorocaba precisa de doações

3 min read

A APEAS – Associação de Pais do Espectro Autista de Sorocaba, está precisando de doações

Confira abaixo como ajudar.

É uma associação criada por pais de autistas fundada em 24/07/2020, inscrita sob o CNPJ n° 40.335.004/0001-45, com foro e sede social na Rua Icaraí, n° 309, Vila Jardini CEP: 18.044-275, em Sorocaba-SP.

A APEAS tem por finalidade prestar assistência à crianças com transtorno do Espectro Autista, trabalhando a intervenção precoce, estímulo cognitivo, sensorial, psicomotor, visual, auditivo, e emocional.

A APEAS é uma instituição sem fins lucrativos, todo serviço que prestamos a nossas crianças atendidas são de forma gratuita, no momento prestamos atendimento à 20 crianças autistas.

Se você que está lendo este post se interessou na causa e quer nos ajudar:

Vakinha: CLIQUE AQUI

Quer nos conhecer? Whatsapp (15) 98815-5075 para agendar dia e horário.

Ou quer atendimento para o(a) seu(ua) filho(a) diagnosticado com CID 10 F84?
Whatsapp (15) 98815-5075 para agendar inscrição.

É Terapeuta e quer nos ajudar? Whatsapp (15) 98815-5075

É empresário ou lojista ou comerciante e quer nos patrocinar? (15) 98815-5075/ (15) 98812-1590



Transtorno do espectro autista (TEA)

O transtorno do espectro do autista (TEA) é um transtorno relacionado ao desenvolvimento neurológico. Sua caracterização é feita pelos sinais e sintomas apresentados pela pessoa, que compreendem dificuldade em se comunicar, dificuldade de interação social e por interesses ou movimentos repetidos realizados pela pessoa. A gravidade é variável podendo haver peculiaridades de acordo com a subjetividade da pessoa. O prognóstico é de acordo com possíveis intervenções, por isso, profissionais e familiares devem estar preparados para realizar intervenções corretas objetivando autonomia.

Inicia-se nos primeiros anos de vida e apenas em alguns casos os sintomas são aparentes logo após o nascimento. Na maioria dos casos a doença apenas é identificada após o primeiro ano de vida, período no qual há maior exigência da comunicação, nas relações sociais, no manuseio de objetos. O diagnóstico evita uma série de problemas para a criança. Normalmente o atraso no desenvolvimento motor e a regressão de habilidades já desenvolvidas sinalizam o aparecimento da doença, assim como apresentar dificuldade na relação com sons, ruídos e vozes em dado ambiente.

Característica importantes devem ser levadas em consideração. Em muitos casos, a criança não apresenta sorriso social, apresentando baixo contato ocular e demonstrar maior interesse por objetos a pessoas. O toque e a verbalização diminuída ou ausente podem ainda ser sintomas comuns na criança com autismo. Sendo necessário observar distúrbios do sono que muitas vezes pode ser um quadro grave e dificuldade de permanecer no colo da mãe com pouca resposta durante a amamentação. Essa avaliação pode contribuir para identificar o autismo ainda quando a criança não completou um ano.

Os casos de autismo aumentaram muito no mundo. Nos Estados Unidos da América entre 2000 e 2002, a cada 150 crianças 1 criança apresentava o transtorno. Já no ano de 2014 1 a cada 58 crianças apresentaram autismo no mesmo local de estudo. A prevalência é maior em meninos e 1/3 das crianças diagnosticadas apresentam deficiência intelectual. Ainda há relação do TEA com outros transtornos psíquicos e problemas motores.

Não são claros os avanços epidemiológicos da doença, mas fatores ambientais, sociais e genéticos já foram considerados, bem como idade dos país na concepção, negligência infantil, exposição medicamentosa ou a drogas no período pré-natal, pelo fator teratogênico, baixo peso e prematuridade.

Copyright © SorocabaniceS - Todos os direitos reservados.. | Newsphere by AF themes.