Conecte-se com a gente!

E aí, o que você está procurando?

Jovem cria ‘manual do WhatsApp’ para ajudar avó da namorada a mexer no celular

Alexandre Drabecki caprichou nos desenhos, nas setas e nas cores para deixar tudo didático; Dona Iracema, de 74 anos, diz que agora ‘manda ver’ nas mensagens para as amigas.

Jovem cria ‘manual do WhatsApp’ para ajudar avó da namorada a mexer no primeiro celular — Foto: Arquivo pessoal/Alexandre Bueno Drabecki/Partiu Plano B

O estudante de Direito Alexandre Drabecki, de 24 anos, dedicou parte do seu tempo para criar um “manual do WhatsApp” para ensinar a avó da namorada a mexer no primeiro celular que ganhou na vida.

Iracema Poliquezi, de 74 anos, contou que, ao ver o aparelho, só sabia se lamentar porque, para ela, era ‘um bicho de sete cabeças’. Ela não sabia fazer os comandos mais básicos disponíveis no celular, como desbloquear a tela, ver a barra de notificações e mandar mensagens.

Segundo sua família, Dona Iracema, que mora em Curitiba, perguntava várias vezes como se utilizava o WhatsApp, e chegou a demorar dias para visualizar uma mensagem.

Continue lendo após o anúncio

“Comprei um celular porque minha filha sempre me perturbava que eu viajava bastante e deixava a família sem notícias. Mas, aí comprei e não sabia fazer nada, sempre tinha que ter alguém do lado para conseguir fazer qualquer comando, e com isso, eles às vezes perdiam a paciência. Eu já queria jogar fora”, brincou Iracema.

O Alexandre então vendo essa situação, em um domingo à noite, deixou de ir a um culto de igreja com a família da namorada para ficar em casa e encontrar uma solução para isso.

O jovem criou, em novembro do ano passado, um manual escrito à mão, com o passo a passo de como mexer no aplicativo. Alexandre caprichou nos desenhos, nas setas e nas cores para deixar tudo bem didático. O passo a passo em tópicos ensina, por exemplo, como mandar um áudio, fazer uma ligação ou chamadas de vídeo.

Confira o manual completo no final da reportagem.

“Antes de ela sair, falei: ‘Pode deixar, dona Iracema, que vou fazer um manualzinho pra senhora’. Em cerca de 40 minutos fiz a cartilha, com as canetinhas que tinha em casa mesmo. Tentei explicar da forma mais fácil possível, explicando cada ícone do aplicativo”, disse o estudante.

Continue lendo após o anúncio

Alexandre Drabecki caprichou nos desenhos, nas setas e nas cores para deixar tudo bem didático — Foto: Arquivo pessoal/Alexandre Bueno Drabecki

‘Queria mandar um zap’

De acordo com Dona Iracema, o que o Alexandre fez para ela foi maravilhoso.

“O WhatsApp é a rede social mais interessante para nós, ainda mais idosos. Ali fica mais fácil se comunicar com a família, mandar fotos, se aproximar com quem está longe. Fiquei muito feliz com a atitude dele. Agora, mesmo que com algumas dificuldades ainda, sei trocar desde mensagens de bom dia a correntes religiosas”, contou a senhora.

Além disso, dona Iracema ainda se orgulha em dizer o quanto aprendeu para todos que a veem com o aparelho na mão.

“Eu só queria saber mandar um zap, e agora consigo. Estou mandando ver! Hoje, o Alexandre nem namora mais a minha neta, mas o bem que ele fez ficará para sempre. É um menino muito bom e inteligente. Ele me ensinou como se eu fosse a avó dele”, relatou ela.

Dona Iracema contou que depois que aprendeu a usar o aplicativo, resolveu espalhar a história, e também o manual, para as amigas. Doou para uma pessoa que também tinha dificuldades, depois essa pessoa também doou para outra. Agora, ela não tem ideia de onde está a original.

Continue lendo após o anúncio

“Toda semana vem gente aqui pedindo o manual, como que pode, não é?! Ele fez de um jeito tão simples, mas de um carinho tão grande que mais pessoas ficaram interessadas”, disse Iracema.

Post viralizou

Além de ter deixado a senhora feliz, o jovem ainda viralizou nas redes sociais. No Twitter, a postagem teve 78,5 mil curtidas e 17,4 mil compartilhamentos. Veja abaixo o tweet.

“A vó da minha mina ganhou um celular pela primeira vez e eu fiz um manual pra ela mexer no zap”, escreveu ele na legenda.

“Publiquei no Twitter no mesmo dia e do nada já tinha 500 likes. Logo chegou a 40 mil curtidas, e não parava de vir gente pedindo ‘pelo amor de Deus’ onde podiam comprar o manual”, contou ele.

Continue lendo após o anúncio

Alexandre fez ainda outra boa ação, digitalizou o tutorial e disponibilizou um link para quem tinha a vontade baixar os arquivos, ou imprimir o manual.

O estudante disse que mesmo depois de tanto tempo que fez o manual, não tem um dia que não chegue mensagens nas redes sociais pedindo o arquivo.

“Isso é muito louco. Uma coisa tão simples, que fiz em minutinhos, pode ajudar tantos. Não tenho ideia de quantos já baixaram, mas pelas notificações vejo que são pessoas de todo o Brasil”, explicou ele.

Manuais futuros

Pensando em espalhar ainda mais o bem, Alexandre já começou a criar outros manuais. Dessa vez, com a ajuda da irmã.

Continue lendo após o anúncio

A ideia é fazer dos principais aplicativos do celular, como YouTube, apps de transporte, Instagram e Facebook, todos completos e não só com algumas páginas como foi o da Dona Iracema.

“Estamos fazendo o manual completo do WhatsApp, vendo o melhor formato, como disponibilizar e até editora. Acho que nada foi acaso. Os idosos aprendem de um jeito, eles nasceram em outra vibe, em outra época. Não custa nada ajudar e inserir eles também nesse nosso meio tecnológico”, relatou ele.

Confira o ‘manual do WhatsApp’:

Continue lendo após o anúncio
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia Também:

Faz parte de minha profissão visitar bares e restaurantes, o que, na maior parte das vezes, é um grande barato. Uma das minhas diversões...

Nos do grupo Sorocabanices, resolvemos criar um grupo de auto ajuda, onde os membros poderão postar fotos de pessoas e animais desaparecidos, documentos perdidos...

Um caso chocou o Brasil na última terça-feira (19). Uma mulher foi presa após agredir e raspar a cabeça da filha de 13 anos....

Uma forte chuva atingiu Ilha Comprida, litoral de SP, mais conhecida pelos sorocabanos como praia do “Oi”. Mais de 150 mulheres de Sorocaba que...

Anúncio