Conecte-se com a gente!

E aí, o que você está procurando?

Jovem coloca recém-nascido em saco de lixo e o atira do segundo andar

Caso ocorreu em um prédio residencial em Praia Grande, no litoral de São Paulo, na quinta-feira (18); a criança não resistiu e a “mãe” se mostrou ‘calma’ após o crime

A jovem de 20 anos que arremessou o bebê do 2º andar de um condomínio residencial, em Praia Grande, no litoral de São Paulo, foi presa em flagrante. A informação foi confirmada ao G1 pela Polícia Civil, na tarde desta sexta-feira (19), durante uma coletiva de imprensa. A criança foi encontrada morta por uma funcionária do prédio dentro de uma lixeira. Segundo a polícia, a jovem demonstrou um comportamento absolutamente ‘calmo’ após o crime.

O caso ocorreu na tarde de quinta-feira (18), em um condomínio na Rua Jamil Issa, na Vila Caiçara. O bebê foi encontrado na lixeira pela auxiliar de serviços gerais Cristiane Pereira Campos Silva, de 45 anos, que chamou o zelador. Eles acionaram a Polícia Militar e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que constatou a morte da criança.

Segundo a polícia, a mulher foi autuada em flagrante por crime de infanticídio. Ela deverá ser recolhida à cadeia quando receber alta, já que está internada no Hospital Irmã Dulce. A jovem disse de forma informal na unidade de saúde que o saco de lixo, com o corpo do bebê, teria caído da janela do apartamento por um acidente.

Continue lendo após o anúncio

Depois do bebê ter caído até o mezanino do edifício, ela recolheu o saco e descartou em uma lixeira dentro do prédio, onde o bebê foi localizado. De acordo com a auxiliar, havia muito sangue no local e ela até achou que era carne fresca. “Tinha muito sangue fora da lixeira”, afirmou a mulher. Após o encontro, a Polícia Militar foi acionada e uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) também compareceu ao local.

A delegada titular Lyvia Bonella, da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Praia Grande, requereu a decretação da prisão preventiva da suspeita, já que analisou as imagens de câmeras de monitoramento do local. Conforme informou a Polícia Civil, a indiciada demonstrou serenidade ao relatar os fatos e não apresentou arrependimento, mantendo-se calma durante os questionamentos.

“Pelos relatos, ela tinha muito medo que a mãe viesse a descobrir da gravidez. Ela tem um outro bebê de aproximadamente um ano e dez meses. Ela mora com mãe, irmã e filho”, esclareceu a delegada durante uma coletiva de imprensa na tarde desta sexta-feira.

O crime
O encontro do bebê recém-nascido ocorreu na quinta-feira, por uma auxiliar de serviços gerais do prédio, que viu um saco de lixo estranho dentro da lixeira. “Vi um saco estranho. Tinha muito lixo em um balde só e a sacola estava separada. Quando eu levantei a sacola, vi muito sangue, ainda estava meio morno”, contou a auxiliar Cristiane Pereira Campos Silva, de 45 anos.

Continue lendo após o anúncio

Ela chamou o zelador e ambos abriram o saco, onde encontraram a criança. “Eu comecei até a tremer, porque jamais imaginei passar por esse momento. Eu sou mãe. Como eu vou ter netos também, jamais vou querem que isso aconteça com a minha família. Não consegui comer nada. Aquela imagem não sai da minha cabeça em nenhum momento, aquela criança dentro de um saco plástico todo enroladinho”, explica emocionada.

Leia Também:

Faz parte de minha profissão visitar bares e restaurantes, o que, na maior parte das vezes, é um grande barato. Uma das minhas diversões...

Nos do grupo Sorocabanices, resolvemos criar um grupo de auto ajuda, onde os membros poderão postar fotos de pessoas e animais desaparecidos, documentos perdidos...

Um caso chocou o Brasil na última terça-feira (19). Uma mulher foi presa após agredir e raspar a cabeça da filha de 13 anos....

Uma forte chuva atingiu Ilha Comprida, litoral de SP, mais conhecida pelos sorocabanos como praia do “Oi”. Mais de 150 mulheres de Sorocaba que...

Anúncio