Conecte-se com a gente!

E aí, o que você está procurando?

Idosos entre 60 a 64 anos voltam a pagar pelo transporte público em São Paulo

A decisão foi conjunta entre o governo de João Doria e o prefeito o Bruno Covas

Imagem meramente ilustrativa.

A partir desta segunda-feira (1º), idosos com idades entre 60 e 64 anos terão que pagar pela passagem nos trens, metrô e ônibus intermunicipais e municipais da cidade de São Paulo. A gratuidade no transporte público para pessoas nesta faixa etária estava em vigor desde 2013 e foi encerrada neste domingo (31).

A alteração nas regras da gratuidade no transporte foi anunciada em dezembro do ano passado, às vésperas do Natal. A decisão conjunta entre estado, gestão João Doria (PSDB) e prefeitura, gestão Bruno Covas (PSDB), atinge 186 mil pessoas que utilizavam o Bilhete Único do idoso somente nos ônibus da capital.

Continue lendo após o anúncio

Com o fim da gratuidade, os idosos com menos de 65 anos terão que pagar R$ 4,40 para usar o metrô, os trens ou o ônibus municipal na capital. O preço dos coletivos intermunicipais em São Paulo varia de acordo com o trajeto. Para quem tem mais de 65 anos, o Estatuto do Idoso garante a gratuidade no transporte público urbano.

Inicialmente, o fim da gratuidade começaria a valer em 1º de janeiro. Depois, também em decisão conjunta, estado e prefeitura decidiram adiar para esta segunda-feira (1º). O objetivo foi dar tempo para trocar o Bilhete Único do idoso para o comum ou o do vale-transporte.

A faixa etária que perdeu o benefício deve solicitar a emissão de um novo cartão do Bilhete Único comum para uso no transporte ou pagar a passagem em dinheiro. A Prefeitura de São Paulo está enviando os bilhetes para a casa dos passageiros com idade entre 60 e 64 anos que se cadastraram no site da SPTrans.

A Justiça ainda analisa ações protocoladas pelo Ministério Público, pela Defensoria Pública e por sindicatos contra o fim da gratuidade nos transportes. Ainda não há uma decisão definitiva.

Continue lendo após o anúncio

SPTrans libera cotas para estudantes A SPTrans (São Paulo Transporte) liberou a partir deste mês as cotas de gratuidades e meia tarifa para estudantes da educação infantil; ensinos fundamental, médio e superior e Educação de Jovens e Adultos (EJA) de todas as escolas das redes pública e privada.

Para isso, a instituição de ensino deve enviar os dados dos alunos que terão aulas presenciais em 2021. Para receber a cota, o aluno deve informar à unidade escolar que deseja utilizar o Bilhete Único de Estudante, aguardar o envio dos seus dados de matrícula à SPTrans pela instituição de ensino e pagar a taxa de sete tarifas vigentes no valor de R$ 30,80. O boleto é gerado para o estudante no link http://estudante.sptrans.com.br/.

Continue lendo após o anúncio

Leia Também:

Faz parte de minha profissão visitar bares e restaurantes, o que, na maior parte das vezes, é um grande barato. Uma das minhas diversões...

Nos do grupo Sorocabanices, resolvemos criar um grupo de auto ajuda, onde os membros poderão postar fotos de pessoas e animais desaparecidos, documentos perdidos...

Um caso chocou o Brasil na última terça-feira (19). Uma mulher foi presa após agredir e raspar a cabeça da filha de 13 anos....

Uma forte chuva atingiu Ilha Comprida, litoral de SP, mais conhecida pelos sorocabanos como praia do “Oi”. Mais de 150 mulheres de Sorocaba que...

Anúncio