Conecte-se com a gente!

E aí, o que você está procurando?

Escolas estaduais terão férias de Julho reduzidas de 30 para 15 dias; veja as mudanças

Doria anuncia 4 períodos de férias por ano na rede estadual de SP

Professores e alunos terão recesso em abril, julho, outubro e entre dezembro e janeiro. Mudança no calendário escolar começa a valer em 2020.

Governo de SP anuncia mudanças no calendário escolar

Continue lendo após o anúncio

O governador de São Paulo João Doria (PSDB) anunciou nesta sexta-feira (26) uma mudança no calendário escolar da rede estadual de ensino a partir de 2020. A partir do ano que vem, alunos e professores das escolas estaduais terão quatro períodos de férias:

• Uma semana em abril

• Duas semanas em julho

• Uma semana em outubro

Continue lendo após o anúncio

• 30 dias entre dezembro e janeiro

As principais mudanças são a redução do período de férias de verão de 45 dias para 30 dias, as de julho de 30 para 15 dias, e a oficialização de duas semanas de recesso, em abril e outubro – popularmente chamadas de “semana do saco cheio”.

Atualmente, o calendário da rede estadual prevê dois períodos de férias de meados de dezembro a 31 de janeiro e de 28 de junho a 30 de julho.

De acordo com o governo, a mudança não representa aumento nem diminuição do período de férias nem de recesso, mas uma redistribuição. Estão garantidos os 200 dias letivos previstos por lei.

Continue lendo após o anúncio

O secretário de educação, Rossieli Soares, justifica que a mudança se dá para melhorar o nível de aprendizagem dos alunos.

“Longos período de férias são prejudiciais à aprendizagem, principalmente para as crianças em condições de mais vulnerabilidade. Aqueles que podem viajam com as crianças, mas quem está nas redes estaduais e municipais não consegue viajar, fica em casa assistindo TV.”

Novo calendário

O próximo ano letivo começa no dia 3 de fevereiro, com encerramento previsto para 22 de dezembro. “O objetivo é organizar o calendário e o planejamento das atividades pedagógicas, além de garantir que docentes que atuam nas redes estadual e municipais consigam conciliar os períodos de recesso escolar e férias”, diz nota do governo.

Continue lendo após o anúncio

“Municípios poderão aderir ao novo calendário estadual unificando os cronogramas. Rede privada, se quiser, pode seguir o mesmo modelo da rede estadual de São Paulo”, disse Doria.

“Estamos anunciando com muita antecedência para as famílias se organizarem e para podermos conversar com as redes municipais”, afirmou o secretário de Educação. Segundo Rossieli, o calendário completo de 2020 será publicado no segundo semestre deste ano.

O secretário de Turismo, Vinicius Lummertz, diz que a mudança vai impactar na economia de turismo de São Paulo. “Barateia o turismo, tira a pressão do turismo em julho, gera empregos e impostos”, afirmou.

Doria diz que os professores e gestores também serão beneficiados com o novo calendário.

Continue lendo após o anúncio
FONTE: G1

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia Também:

Faz parte de minha profissão visitar bares e restaurantes, o que, na maior parte das vezes, é um grande barato. Uma das minhas diversões...

Nos do grupo Sorocabanices, resolvemos criar um grupo de auto ajuda, onde os membros poderão postar fotos de pessoas e animais desaparecidos, documentos perdidos...

Um caso chocou o Brasil na última terça-feira (19). Uma mulher foi presa após agredir e raspar a cabeça da filha de 13 anos....

Uma forte chuva atingiu Ilha Comprida, litoral de SP, mais conhecida pelos sorocabanos como praia do “Oi”. Mais de 150 mulheres de Sorocaba que...

Anúncio