Conecte-se com a gente!

E aí, o que você está procurando?

Enfermeira é presa após colocar morfina no leite materno de 5 recém-nascidos

Os bebês recém-nascidos ficaram lutando pela vida após ingerirem o leite com morfina

Os bebês recém-nascidos eram prematuros e tinham entre um dia e um mês de vida, felizmente todos sobreviveram.

Uma enfermeira colocou morfina no leite materno de cinco bebês recém-nascidos prematuros, envenenando-os. O caso ocorreu no Hospital Universitário de Ulm no sudeste da Alemanha. O caso só veio à tona agora, mas ocorreu no dia 20 de dezembro do ano passado.

Continue lendo após o anúncio

De acordo com a polícia local, os bebês tinham entre um dia e um mês de vida. Estes pequenos começaram a apresentar dificuldades para respirar justamente na manhã em que a enfermeira estava trabalhando.

Ela foi presa na última quarta-feira (29/01). A enfermeira irá responder por maus tratos. Felizmente, todos os bebês sobreviveram e não tiveram sequelas do envenenamento.

Em uma coletiva de imprensa na última quinta-feira (30/01), a polícia local confirmou que havia achado entre os pertences da enfermeira seringas com leite materno contendo morfina. A polícia ainda relatou que apesar de todas as evidências apontadas pelas investigações, a enfermeira nega ter dado morfina aos bebês.

Vale ressaltar que exames de urina realizados em todos os cinco bebês após o incidente constataram que havia morfina no organismo deles.
O promotor responsável pelo caso, Christof Lehr, afirmou o seguinte em coletiva de imprensa: “Na manhã do dia 20 de dezembro de 2019 cincos bebês prematuros que estavam na mesma ala pediátrica do Hospital Universitário de Ulm sofreram problemas respiratórios gravíssimos, graças a rápida intervenção da equipe médica, todos os bebês sobreviveram e nenhuma das crianças terão sequelas!”.

Continue lendo após o anúncio

Inicialmente, os médicos suspeitaram que os bebês haviam sofrido algum tipo de infecção. Contudo, exames de urina apontaram que havia morfina nos organismos deles. A morfina costuma ser mantida nas UTI’s pediátricas para tratar bebês que nascem com síndrome de abstinência após a mãe ter usado drogas na gestação.

Leia Também:

Faz parte de minha profissão visitar bares e restaurantes, o que, na maior parte das vezes, é um grande barato. Uma das minhas diversões...

Nos do grupo Sorocabanices, resolvemos criar um grupo de auto ajuda, onde os membros poderão postar fotos de pessoas e animais desaparecidos, documentos perdidos...

Um caso chocou o Brasil na última terça-feira (19). Uma mulher foi presa após agredir e raspar a cabeça da filha de 13 anos....

Uma forte chuva atingiu Ilha Comprida, litoral de SP, mais conhecida pelos sorocabanos como praia do “Oi”. Mais de 150 mulheres de Sorocaba que...

Anúncio