Conecte-se com a gente!

E aí, o que você está procurando?

Cidade na China proíbe comer cães e gatos após covid-19

Medida é parte de restrição mais ampla ao comércio de animais silvestres imposta desde o surgimento do novo coronavírus

A cidade chinesa de Shenzhen proibiu o consumo de cães e gatos como parte de uma restrição mais ampla ao comércio de animais silvestres desde o surgimento do novo coronavírus.

Os cientistas suspeitam que o coronavírus tenha passado para seres humanos a partir de animais. Algumas das primeiras infecções foram descobertas em pessoas expostas a um mercado de animais silvestres na cidade de Wuhan, onde morcegos, cobras e outros animais eram vendidos.

Continue lendo após o anúncio

A doença já infectou mais de 935.000 pessoas em todo o mundo e matou cerca de 47.000 delas.

As autoridades do centro de tecnologia no sul da China disseram que a proibição de comer cães e gatos entrará em vigor em 1º de maio.

Proibição já foi adotada em outros países

“Cães e gatos como animais de estimação estabeleceram uma relação muito mais próxima com os seres humanos do que todos os outros animais, e proibir o consumo de cães e gatos e outros animais de estimação é uma prática comum em países desenvolvidos e em Hong Kong e Taiwan”, disse o governo municipal em uma determinação publicada na quarta-feira.

Açougueiros cortam bifes em Shenzhen: carnes de animais silvestres estão proibidasAthit Perawongmetha / Reuters - 6.7.2019

Açougueiros cortam bifes em Shenzhen: carnes de animais silvestres estão proibidas Athit Perawongmetha / Reuters – 6.7.2019

A alta legislatura da China informou no final de fevereiro que estava proibindo o comércio e o consumo de animais selvagens.

Governos provinciais e municipais de todo o país estão adotando a decisão, mas Shenzhen é mais categórica ao estender essa proibição a cães e gatos.

Os cães, em particular, são comidos em várias partes da Ásia.

Continue lendo após o anúncio

Outras fontes de carne são suficientes
Liu Jianping, autoridade do Centro de Prevenção e Controle de Doenças de Shenzhen, disse que aves, gado e frutos do mar disponíveis para os consumidores são suficientes.

“Não há evidências de que a vida selvagem seja mais nutritiva do que aves e gado”, afirmou Liu, segundo a mídia estatal Shenzhen Daily.

As regras iniciais de Shenzhen, propostas pela primeira vez no final de fevereiro, pareciam proibir o consumo de tartarugas e sapos –ambos pratos comuns no sul da China.

Os animaizinhos agradecem

Mas o governo municipal reconheceu esta semana que isso tinha sido “um ponto de intensa controvérsia” e esclareceu que ambos podem ser comidos.

A campanha da cidade para suspender o consumo de animais selvagens recebeu elogios de grupos de bem-estar animal.

Continue lendo após o anúncio

“Shenzhen é a primeira cidade do mundo a levar a sério as lições aprendidas com esta pandemia e fazer as alterações necessárias para evitar outra pandemia”, disse Teresa M. Telecky, vice-presidente do departamento de vida selvagem da Humane Society International.

“Os passos ousados de Shenzhen para interromper esse comércio e o consumo de animais silvestres são um modelo para os governos de todo o mundo imitarem.”

Continue lendo após o anúncio

Leia Também:

Faz parte de minha profissão visitar bares e restaurantes, o que, na maior parte das vezes, é um grande barato. Uma das minhas diversões...

Nos do grupo Sorocabanices, resolvemos criar um grupo de auto ajuda, onde os membros poderão postar fotos de pessoas e animais desaparecidos, documentos perdidos...

Um caso chocou o Brasil na última terça-feira (19). Uma mulher foi presa após agredir e raspar a cabeça da filha de 13 anos....

Uma forte chuva atingiu Ilha Comprida, litoral de SP, mais conhecida pelos sorocabanos como praia do “Oi”. Mais de 150 mulheres de Sorocaba que...

Anúncio