Temporal destrói avenida em frente a praia em Peruíbe

Além das crateras na principal avenida de Peruíbe, o temporal deixou vinte pessoas desabrigadas

O temporal começou na noite desta segunda-feira e seguiu até a madrugada desta terça-feira (19).

Uma forte chuva atingiu a cidade de Peruíbe, no litoral de São Paulo, provocou crateras na principal avenida da cidade, deixou ruas, casas alagadas e 20 pessoas desabrigadas.

A Estrada do Guaraú também foi interditada devido à deslizamentos de terra. O temporal começou na noite desta segunda-feira e seguiu até a madrugada desta terça-feira (19). Bombeiros de outras cidades da Baixada Santista e da Defesa Civil do Estado foram para a cidade para ajudar no atendimento.

CONFIRA TAMBÉM:

=> SENAI ABRE INSCRIÇÕES PARA CURSOS GRATUITOS EM SOROCABA. LEIA MAIS!

=> AGÊNCIAS DE EMPREGOS EM SOROCABA PARA VOCÊ CADASTRAR SEU CURRÍCULO ONLINE.

=> LISTA COM 15 SUPERMERCADOS EM SOROCABA PARA VOCÊ CADASTRAR SEU CURRÍCULO PELA INTERNET.

=> LISTA COM 5 EMPRESAS EM SOROCABA PARA VOCÊ ENVIAR SEU CURRÍCULO EM 2021.

De acordo com a Defesa Civil do Estado, nas últimas 24h, houve uma chuva muito intensa em Peruíbe, com acumulados de 255 milímetros. Imagens obtidas pelo G1, nesta terça-feira, mostram diversas ruas da cidade completamente alagadas. Carros ficaram submersos e a grande quantidade de água invadiu diversas residências.

CONFIRA O VÍDEO

Segundo a Defesa Civil de Peruíbe, os bairros mais atingidos foram Ribamar, Jardim das Flores, Guaraú, Bairro dos Prados e Centro. No Caraguava e Ribamar, 20 pessoas foram abrigadas na Base da Guarda Municipal. O Fundo Social de Solidariedade do município está cadastrando as vítimas.

Três trechos da Avenida Mario Covas cederam, devido à enchente. Houve a interdição total em um dos trechos da via e o bloqueio parcial nos outros dois. A maior erosão, segundo a prefeitura, ocorreu na altura do bairro Nova Peruíbe.

Além disso, a Estrada do Guaraú foi fechada, na noite de segunda-feira, por risco de deslizamento. No início desta terça-feira, equipes da Defesa Civil registraram oito pontos de escorregamento pela Serra do Guaraú. Em um dos pontos, a estrada ficou completamente tomada pela terra que desceu do morro, causando interdição total da via. Não houve registro de vítimas.

Após solicitação da prefeitura, a Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil (Cepdec/SP) enviou equipe, juntamente com o Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), para realizar vistorias emergenciais e suporte técnico em decorrência das fortes chuvas que atingiram o município. A Cepdec permanece monitorando esta região por meio do Centro de Gerenciamento de Emergências.

Equipes do Corpo de Bombeiros de Bertioga, Guarujá, Itanhaém, Peruíbe, Cubatão, Praia Grande e Santos seguiram para a cidade para prestar apoio às equipes da Defesa Civil. Ao todo, foram encaminhadas nove viaturas e 29 bombeiros para a cidade.

Marcações: