Polícia prende suspeitos de reciclar próteses dentárias de cadáveres

As próteses passavam por um processo químico para aparentar ser um produto novo

Elas eram comercializadas em consultórios odontológicos no Rio de Janeiro.

Um laboratório clandestino de próteses dentárias foi interditado na segunda-feira (1º) pela Polícia Civil do Rio de Janeiro. O local funcionava no bairro Ricardo de Albuquerque.

De acordo com as investigações, os responsáveis pelo local adquiriam de forma irregular parte do material comercializado, conhecido como “roach” – prótese dentária removível -, em cemitérios clandestinos da cidade.

Conforme os policiais, as próteses passavam por um processo químico para aparentar ser um produto novo.

As próteses eram comercializadas em consultórios odontológicos no Rio de Janeiro

Em seguida, eram comercializadas em consultórios odontológicos no Rio de Janeiro. Os responsáveis pelo local foram presos em flagrante por crimes contra o consumidor e contra a saúde pública.

%d blogueiros gostam disto: