Morre menina de 6 anos que apanhou de mãe e madrasta após beber leite sem pedir

Morreu na madrugada deste sábado (24) a menina Ketelen Vitória Oliveira da Rocha, de 6 anos, que foi agredida e torturada pela mãe e pela madrasta em Porto Real, no Rio de Janeiro. As informações são do jornal Extra.

Ketelen estava internada em estado grave, com quadro de politraumatismo e coma arreflexo, desde segunda-feira (19), e, de acordo com o boletim médico do hospital, ela sofreu uma parada cardiorrespiratória e não resistiu.

A menina foi espancada pela madrasta, Brena Luane Barbosa Nunes, de 25 anos, e pela mãe, Gilmara Oliveira de Farias, de 27 anos. Ainda segundo o Extra, as agressões começaram na sexta-feira (16) e se estenderam até a segunda.

O socorro foi chamado pela mãe de Brena, que mora na mesma casa que as duas moravam com a criança. Segundo ela, a filha sempre teve um comportamento agressivo com namoradas e familiares, mas que é a primeira vez que sabe sobre um caso de agressão a uma criança.

“Essa é a primeira vez que ela faz isso. Ela sempre teve esse comportamento agressivo. O relacionamento dela com a Gilmara era marcado por brigas. Antes dela, Brena namorou outra mulher, e era assim também”, disse a mãe de Brena ao Extra.
Segundo a mãe da madrasta de Ketelen, as agressões à criança aconteciam em conjunto, muitas vezes comandadas por Gilmara.

“As duas são culpadas [pela morte]. Tanto a mãe quanto a madrasta. Não estou culpando uma só e deixando a outra livre, não. Gilmara mandava a Brena bater na menina, ou então as duas batiam”, diz a mãe de Brena.

Na quarta-feira (21), a Justiça decretou a prisão preventiva das duas mulheres. De acordo com o juiz Marco Aurélio da Silva Adania, responsável pela decisão, as duas confessaram o crime à 100ª DP.

%d blogueiros gostam disto: