Mãe de Henry foi ao salão fazer cabelo e unhas um dia após enterrar o filho

A mãe de Henry Borel, a professora Monique Medeiros e o padrasto, o vereador Dr. Jairinho, foram presos pela morte do menino de 5 anos na manhã desta quinta-feira (08).

No dia seguinte ao enterro do filho, Henry Borel Medeiros, de 4 anos, a professora Monique Medeiros da Costa e Silva foi a um salão de beleza no Shopping Metropolitano, na Barra da Tijuca. No estabelecimento, a mãe do menino foi atendida por três profissionais, totalizando R$ 240 em serviços.

O salão fica a cinco minutos de carro do condomínio Majestic, no condomínio Cidade Jardim, onde ela morava com o menino e o namorado, o vereador Jairo Souza Santos Júnior, o Dr. Jairinho. O casal foi preso na manhã desta quinta-feira (8).

No salão, Monique solicitou os serviços de manicure e pedicure, e fez escova nos cabelos. Ela frequenta o local desde que se mudou para o Majestic, em novembro do ano passado, dois meses após conhecer o vereador durante um almoço profissional no Shopping Village Mall, na Barra da Tijuca, na zona oeste. A defesa de Monique ainda não comentou a ida da professora ao salão de beleza.

Dr. Jairinho e Monique foram presos nesta quinta-feira, em Bangu, na casa de uma tia do vereador. A polícia monitorava a dupla há dois dias. Segundo a polícia, o vereador torturou o enteado, pelo menos uma vez, antes da morte da criança.

Os mandados de prisão temporária, de 30 dias, foram expedidos na quarta-feira (7), pelo 2º Tribunal do Júri da Capital. O casal é suspeito de atrapalhar as investigações, ameaçar e combinar versões de testemunhas.

COMPARTILHANDO INFORMAÇÕES.

%d blogueiros gostam disto: