Conecte-se com a gente!

E aí, o que você está procurando?

Artigos

Após frio intenso em SP, moradora de rua é encontrada morta

Guarda foi acionada às 9h18; agentes preservam o local para a perícia técnica. O corpo aguarda laudo do Instituto Médico Legal

Uma pessoas em situação de rua foi encontrada morta na manhã deste sábado (22), na Praça da Sé, na região central da capitl de São Paulo. A suspeita é de que a mulher tenha morrido por conta do frio intenso.

A Secretaria Municipal de Segurança Urbana informa que a Guarda Civil Metropolitana foi acionada às 9h18 para atender o caso. A GCM acionou o SAMU que constatou a morte. A ocorrência foi registrada no 1º Distrito Policial.

No momento, agentes da GCM seguem na preservação do local para a perícia técnica. O corpo aguarda laudo do Instituto Médico Legal (IML). Dados sobre a suposta causa morte poderão ser repassados pela Polícia Civil e Científica.

Continue lendo após o anúncio

A prefeitura informou que a Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social possui 101 centros de acolhida para pessoas em situação de rua. Durante a situação de emergência, a pasta informa que criou 1.222 novas vagas de acolhimento, sendo 672 em oito equipamentos emergenciais em centros esportivos, outras 400 em quatro Centros Educacionais Unificados (CEUs), utilizados durante a Operação Baixas Temperaturas.

Além disso, 150 vagas para hospedagem de idosos em situação de rua já acolhidos na rede socioassistencial, em três hotéis na região central da cidade foram criados. Os equipamentos funcionam 24 horas e são voltados a diversos públicos e a pasta informa que há vagas sobrando.

A pasta informa que intensifica as abordagens quando a temperatura atinge o patamar igual ou inferior a 13°C, ou sensação térmica equivalente. Caso a pessoa não aceite o acolhimento, é oferecido um kit lanche e cobertor.

Nesta madrugada, 150 pessoas foram acolhidas, houve 82 recusas e foram distribuídos 182 cobertores. Desde o início do Plano de Contingência para situações de Baixas Temperaturas 2020, em 6 de maio, a rede socioassistencial realizou 1.081.504 acolhimentos.

Continue lendo após o anúncio

No período de plantão (noite/madrugada) da Coordenação de Pronto Atendimento Social (CPAS) foram realizados 10.029 acolhimentos, 896 recusas, 5.485 cobertores e 6.100 lanches foram distribuídos na cidade. É importante destacar que uma pessoa pode ser acolhida mais de uma vez.

A operação estará em vigor até 20 de setembro deste ano. Durante o dia, os orientadores socioeducativos que atuam nos Serviços Especializados de Abordagem Social (SEAS) fazem as abordagens em pontos estratégicos da cidade, ofertando encaminhamentos à rede de acolhimento e outros serviços da rede pública.

Continue lendo após o anúncio

Leia Também:

Faz parte de minha profissão visitar bares e restaurantes, o que, na maior parte das vezes, é um grande barato. Uma das minhas diversões...

Nos do grupo Sorocabanices, resolvemos criar um grupo de auto ajuda, onde os membros poderão postar fotos de pessoas e animais desaparecidos, documentos perdidos...

Um caso chocou o Brasil na última terça-feira (19). Uma mulher foi presa após agredir e raspar a cabeça da filha de 13 anos....

Uma forte chuva atingiu Ilha Comprida, litoral de SP, mais conhecida pelos sorocabanos como praia do “Oi”. Mais de 150 mulheres de Sorocaba que...

Anúncio