Neo Química Arena: estádio ganha novo nome no aniversário de 110 anos do Timão

Neo Química Arena: estádio do Corinthians ganha naming rights por 20 anos; no dia em que o Timão comemora seus 110 anos

Neo Química Arena é o novo e definitivo nome da Arena Corinthians, conforme apurado pela reportagem do UOL. O anúncio oficial está previsto para as primeiras horas de terça-feira, 1º de setembro, data de aniversário do clube. O grupo farmacêutico Hypera Pharma adquiriu os naming rights por R$ 300 milhões, em contrato de cerca de 20 anos.

A compra já havia sido antecipada pelo UOL Esporte, na última semana. Oficialmente, o nome foi anunciado em uma live do clube que aconteceu na virada de 31 de agosto para o dia 1º de setembro, nas comemorações dos 110 anos de história do Corinthians.

O UOL Esporte já havia apurado que todo o dinheiro recebido pelos naming rights será destinado para abater a dívida do clube com a Caixa Econômica Federal por conta da construção do estádio. Internamente, o Corinthians veicula que a dívida é de R$ 530 milhões.

“A Neo Química está presente em todo Brasil e, com medicamentos de qualidade, oferece saúde a todos os brasileiros. Onde há esporte, há saúde, e a parceria de longo prazo com o Corinthians vai nos aproximar ainda mais de nossos consumidores”, diz a diretora geral da marca, Ana Biguilin, em nota.

“Estamos felizes em concretizar esta parceria num momento tão marcante para o clube e seus torcedores, que é a comemoração dos 110 anos do Corinthians”- Ana Biquilin, diretora geral da Neo Química

Nunca?

Em 23 de agosto, o presidente do clube, Andrés Sanchez, declarou no Twitter que a marca detentora dos naming rights “nunca esteve” na camisa do Corinthians.

No entanto, a Neo Química estampou o uniforme corintiano como patrocinadora master em momentos de relevância para a história do clube: em 2010, ano do centenário, e em 2011, na conquista do Campeonato Brasileiro. A parceria foi encerrada no início de 2012.

O anúncio põe fim a uma novela que já dura seis anos, desde a inauguração da arena, em maio de 2014, às vésperas da Copa do Mundo.

Erguido na Zona Leste de São Paulo, o estádio foi o palco do jogo de abertura do Mundial e da semifinal entre Argentina e Holanda.

O meia-atacante Giovanni Augusto, então jogador do Figueirense, foi o autor do primeiro gol de sua história.