Brasil

Cidade paulista usará caminhão com jato d’água para dispersar baile funk

Veículo incorporado à Guarda Civil Municipal tem capacidade para armazenar até 5.000 litros de água

A GCM (Guarda Civil Municipal) de Diadema (ABC) começa a usar neste sábado (27) um caminhão com jato d’água para dispersar eventuais bailes funk na cidade durante a pandemia da Covid-19. A medida é feita para evitar aglomeração de pessoas. O veículo, chamado de Tempestade, pertencia aos bombeiros e foi incorporado à guarda na terça-feira (23).

Desde o início da pandemia do novo coronavírus a GCM de Diadema afirmou ter atendido 71 ocorrências relacionadas a bailes funks. ”Vale ressaltar que a metodologia de trabalho empregada na concepção deste caminhão foi amplamente estudada, aplicando-se o uso diferenciado da força através de material de menor potencial ofensivo [água]”, diz trecho de nota.

O caminhão, chamado de Tempestade, será usado para dispersar bailes funk em Diadema (ABC) a partir deste sábado (27). Veículo pode trafegar com até cinco mil litros d’água – Thiago Benedetti/Prefeitura de Diadema
A guarda acrescentou que o uso do canhão d’água oferece menos riscos de lesões e “efeitos colaterais” quando aplicados “em todas as partes envolvidas nas operações de restabelecimento do sossego público”. O caminhão se deslocará pela cidade conforme denúncias de aglomerações em bailes, de acordo com o governo municipal.

Segundo a prefeitura, gestão Lauro Michels (PV), foram investidos R$ 18 mil na adaptação do caminhão, como pintura e aquisição de grades de proteção, compradas em parceria com empresas da cidade. A adaptação e automação do canhão d’água estão incluídos neste valor, que de acordo com a prefeitura foi disponibilizado pelo Fundo Municipal de Segurança Pública.

O veículo, com capacidade para armazenar até 5.000 litros d’água, foi oferecido pelos bombeiros ao município após a corporação adquirir um veículo mais moderno para prestar serviços na cidade. Além de bailes funk, o veículo será usado em operações contra distúrbios civis e em ações especiais da GCM.

No dia da entrega do veículo, a prefeitura também anunciou a inclusão de 80 novos guardas no efetivo da cidade, que passa a contar com 300 agentes.

As operações com o caminhão Tempestade serão feitas em parceria com as polícias Civil e Militar.

SorocabaniceS
the authorSorocabaniceS