Notícias em Sorocaba

Confira o que poderá voltar a funcionar em Sorocaba a partir de 1° de junho

Comércios, shoppings e atividades religiosas em Sorocaba estão na lista, mas todos terão que seguir regras para impedir o contágio da covid-19, e prefeita tentará reabertura também de salões de beleza, restaurantes e barbearias

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB) fez um pronunciamento nesta quarta-feira (27), para propôr novas regras de isolamento e a retomada gradual de atividades a partir da próxima segunda-feira, 1° de junho. O plano foi divulgado em entrevista coletiva às 12h, no Palácio dos Bandeirantes.

As cinco fases para retomada de atividades consideradas pelo governo estadual são:

Fase 1 (alerta máximo): fase de contaminação, com liberação apenas para serviços essenciais;
Fase 2 (controle): fase de atenção, com eventuais liberações;
Fase 3 (flexibilização): fase controlada, com maior liberação de atividades;
Fase 4 (abertura parcial): fase decrescente, com menores restrições;
Fase 5 (normal controlado): dase de controle da doença, liberação de todas as atividades com protocolos).

Onde Sorocaba se encaixa?

A cidade de Sorocaba se encaixa na fase 2, assim como as cidades da região de Marília, Araçatuba, São José do Rio Preto, Franca, Ribeirão Preto, São João da Boa Vista, Piracicaba, Campinas, Taubaté e São Paulo.

O que pode funcionar em cada fase?

Fase 1
Construção Civil
Indústria não essencial

Fase 2
Construção Civil
Indústria não essencial
Atividades imobiliárias (aberto com restrições)
Concessionárias (aberto com restrições)
Escritórios (aberto com restrições)
Shopping Center (aberto com restrições)
Comércio (aberto com restrições)

Fase 3
Construção Civil
Indústria não essencial
Atividades imobiliárias
Concessionárias
Escritórios
Shopping Center (aberto com restrições)
Salão de beleza (aberto com restrições)
Bares, restaurantes e similares (aberto com restrições)
Comércio (aberto com restrições)

Fase 4
Construção Civil
Indústria não essencial
Atividades imobiliárias (aberto com restrições)
Concessionárias (aberto com restrições)
Escritórios (aberto com restrições)
Shopping Center (aberto com restrições)
Salão de beleza (aberto com restrições)
Bares, restaurantes e similares (aberto com restrições)
Comércio (aberto com restrições)
Academias (aberto com restrições)

Fase 5
Espaços públicos
Teatros e Cinemas
Eventos que promovam aglomerações, incluindo os esportivos
Construção Civil
Indústria não essencial
Atividades imobiliárias
Concessionárias
Escritórios
Shopping Center
Salão de beleza
Bares, restaurantes e similares
Comércio
Academias

Então, como já dizemos, Sorocaba foi classificada na fase 2, e poderá retomar as atividades em Construção Civil, Indústria não essencial, Atividades imobiliárias (aberto com restrições), Concessionárias (aberto com restrições), Escritórios (aberto com restrições), Shopping Center (aberto com restrições) e
Comércio (aberto com restrições). O estado permitiu a reabertura de 20% da capacidade de shoppings, lojas de rua, concessionárias, escritórios em geral e atividades imobiliárias.

Essa flexibilização consta do Plano São Paulo, que é o protocolo de reabertura gradual do comércio. Foram priorizados setores com menor potencial de contágio, os que empregam mais e aqueles que correm mais risco de falência.

E as igrejas e atividades religiosas em Sorocaba?

A prefeita de Sorocaba, Jaqueline Coutinho (PSL), vai permitir a abertura de igrejas e cultos religiosos na cidade de Sorocaba a partir da próxima segunda-feira (1º). A definição foi feita em reunião com líderes religiosos na noite desta quarta-feira (27) em Sorocaba. Um arte que circula nas redes sociais com o brasão da Prefeitura, com a informação da reabertura e regras para o funcionamento das igrejas, no entanto, foi classificada pela Prefeitura como “Fake News”. As normas sanitárias para a reabertura serão definidas ainda nesta quinta-feira (28) pela Secretaria da Saúde.

A decisão de reabertura ocorre um dia após a divulgação do plano de Retomada Consciente pelo governador João Dória. A polêmica em torno da reabertura das igrejas ocorreu porque, no fim de semana, religiosos da cidade reabriram seus templos e foram abordados pela Fiscalização da Prefeitura.

Em Sorocaba, a abertura de templos religiosos é proibida pelo decreto municipal que estabele a quarentena. No entanto, vereadores da cidade observaram que o decreto não respeita a norma Estadual, que não cita as igrejas. Por este motivo, os vereadores Anselmo Neto e Fausto Peres (Podemos) entraram com um projeto de Decreto Legislativo para alterar o artigo 3º do decreto de Jaqueline.

A prefeita de Sorocaba deve alterar o decreto municipal, adequando a nova realidade de Sorocaba ao plano de retomada consciente do governo do Estado e retirando o item específico que estipula o fechamento de igrejas. O novo decreto deve ser publicado até o dia 31 de maio, data em que se encerra o decreto atual.

Com base nos decretos estadual e federal, igrejas da capital conseguiram, na última semana, derrubar uma liminar conseguida pelo Ministério Público contra a abertura de igrejas e voltaram a realizar seus cultos.

A Prefeita de Sorocaba tentará encaixar a cidade na fase 3 (veja acima), enviando um pedido ao Governo Estadual para que a cidade possa reabrir mais atividades econômicas de forma conciente. Atividades como Salões de Beleza, Barbearia, Bares, Restaurantes estão na fase 3. O pedido será feito ainda nesta semana.

SorocabaniceS
the authorSorocabaniceS