Notícias em Sorocaba

Comércios e shoppings já poderão reabrir a partir de segunda (01) em Sorocaba

A Prefeita de Sorocaba Jaqueline Coutinho, disse durante coletiva, que seguirá o plano de reabertura das atividades econômicas do estado de SP, onde Sorocaba, se encaixa na fase 2, deste plano, onde comércios de rua e shoppings poderão reabrir já a partir do dia 01 de junho, porém com algumas restições e precauções.

O Governo Estadial permitiu para as cidades que estão na fase 2, a reabertura de 20% da capacidade de shoppings, lojas de rua, concessionárias, escritórios em geral e atividades imobiliárias.

Porém, Jaqueline vai propôr no dia ao governo que encaixe Sorocaba na fase 3, onde mais flexibilizações de forma responsáveis estão disponíveis para mais atividades (veja abaixo). Esse pedido deve ocorrer já no dia 28. Caso o governo negue Sorocaba na fase 3, a prefeitura seguirá na fase 2. Confira a coletiva de imprensa da Prefeita Jaqueline Coutinho:


Veja como funciona o plano de reabertura estadual:

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou hoje que estenderá até o próximo dia 15 de junho a quarentena no estado como medida de combate ao novo coronavírus. A partir da próxima segunda-feira (1º), porém, disse o governador, haverá uma flexibilização do isolamento social, com a retomada de atividades econômicas em fases escalonadas.

A nova fase recebeu o nome de “Retomada Consciente”. Apesar de anunciar o retorno das atividades em algumas áreas, Doria afirmou que a medida será avaliada diariamente e que pode a retomar atitudes.

A primeira fase é de “alerta máximo”, a segunda é de “controle”, a terceira é de “flexibilização”, a quarta é de “abertura parcial” e a quinta recebe o nome de “normal controlado”.

O que pode funcionar em cada fase?

Fase 1
Construção Civil
Indústria não essencial

Fase 2
Construção Civil
Indústria não essencial
Atividades imobiliárias (aberto com restrições)
Concessionárias (aberto com restrições)
Escritórios (aberto com restrições)
Shopping Center (aberto com restrições)
Comércio (aberto com restrições)

Fase 3
Construção Civil
Indústria não essencial
Atividades imobiliárias
Concessionárias
Escritórios
Shopping Center (aberto com restrições)
Salão de beleza (aberto com restrições)
Bares, restaurantes e similares (aberto com restrições)
Comércio (aberto com restrições)

Fase 4
Construção Civil
Indústria não essencial
Atividades imobiliárias (aberto com restrições)
Concessionárias (aberto com restrições)
Escritórios (aberto com restrições)
Shopping Center (aberto com restrições)
Salão de beleza (aberto com restrições)
Bares, restaurantes e similares (aberto com restrições)
Comércio (aberto com restrições)
Academias (aberto com restrições)

Fase 5
Espaços públicos
Teatros e Cinemas
Eventos que promovam aglomerações, incluindo os esportivos
Construção Civil
Indústria não essencial
Atividades imobiliárias
Concessionárias
Escritórios
Shopping Center
Salão de beleza
Bares, restaurantes e similares
Comércio
Academias

Quais regiões podem flexibilizar as medidas?

Fase 1
Grande São Paulo
Baixada Santista
Registro

Fase 2
São Paulo (capital)
Araçatuba
Campinas
Marília
Franca
São José do Rio Preto
Sorocaba
São João da Boa Vista
Ribeirão Preto
Piracicaba

Fase 3
Araraquara/São Carlos
Barretos
Bauru
Presidente Prudente

A flexibilização consta do Plano São Paulo, que é o protocolo de reabertura gradual do comércio. Foram priorizados setores com menor potencial de contágio, os que empregam mais e aqueles que correm mais risco de falência.

“O vírus afetou fortemente a economia do Brasil e obviamente afetou fortemente a economia do estado que lidera a economia, que é São Paulo. Mesmo assim, São Paulo decidiu, com base na ciência, manter 74% das atividades em funcionamento do estado. E aqui cabe também aqueles que do setor privado souberam seguir as normas para proteger seus colaboradores. E temos certeza que isso continuara pela consciência coletiva”, disse o governador.

SorocabaniceS
the authorSorocabaniceS