No dia de hoje (22/05) aconteceu a cerimônia de ativação do Hospital de Campanha que foi montado na Arena Multiuso de Sorocaba. Este hospital servirá de apoio à nossa rede de saúde e estará em funcionamento a partir de segunda-feira (25/05).

A Prefeitura de Sorocaba fez o anúncio em suas redes sociais:

O hospital servirá para tratar pacientes intermediários infectados pelo novo coronavírus (Covid-19). Ou seja, não será um local porta aberta. O primeiro atendimento deverá ser feito na UPH Zona Leste, que é a unidade referência em atender pessoas com problemas respiratórios.

Na noite de ontem, um vereador da cidade denunciou que equipamentos estavam sendo retirados da Policlínica para o Hospital de Campanha; confira o vídeo abaixo:


A resposta da Prefeitura:

Com o objetivo de promover economicidade e realizar uma assistência de qualidade no Hospital de Campanha, os equipamentos e insumos das Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e da Policlínica Municipal de Especialidades “Edward Maluf”, estão sendo compartilhados para o Hospital de Campanha. Essa ação visa salvar as vidas dos acometidos pela Covid-19 e otimizar o uso dos recursos já disponíveis. Vale ressaltar que as UBSs e a Policlínica não ficarão desabastecidas e continuam prestando assistência à comunidade.
A Prefeitura de Sorocaba está finalizando os pedidos referentes a insumos de enfermagem, medicamentos, mobiliários para o Hospital de Campanha. As contratações já finalizadas estão disponíveis no site desta Prefeitura CLICANDO AQUI.

Homenagem

O Hospital de Campanha de Sorocaba vai receber o nome do auxiliar de enfermagem Douglas Barbosa de Medeiros, de 33 anos, que morreu vítima da Covid-19 em abril e atuava no combate ao coronavírus na cidade. O decreto com a homenagem foi publicado na edição desta quinta-feira (21) do Jornal Município de Sorocaba.

Segundo o decreto municipal, além do nome de Douglas, a placa indicativa conterá a expressão “Símbolo de Luta no Combate ao Novo Coronavírus – 1987 – 2020”.

O texto destaca ainda que “Douglas Barbosa de Medeiros, além de profissional exemplar, era tido por familiares e amigos como gentil, sonhador, respeitoso e querido por todos de seu convívio”.

Douglas faleceu em 26 de abril em decorrência do Covid-19 e, segundo a Prefeitura, “doença que ele se propôs a combater na forma de seu trabalho, comovendo a toda a sociedade sorocabana, em razão do exemplo por ele dado”. O auxiliar de enfermagem trabalhava no Hospital da Unimed.