Ônibus voltam a circular em Sorocaba apenas para trabalhadores de serviços essenciais e pacientes em tratamento ou com consulta marcada

O Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba e Região informa que a Prefeitura de Sorocaba comunicou que aceita a proposta de implantação do plano de segurança para a operação do transporte neste período de pandemia do novo coronavírus (Covid-19) formulado em reunião com a Urbes – Trânsito e Transportes e o secretário de Meio Ambiente, na tarde desta quarta-feira, 25.

Os ônibus do transporte urbano de Sorocaba voltarão a circular a partir das 5h às 21h desta quinta-feira, 26, com as seguintes medidas de proteção aos trabalhadores e à população:

– operação de no mínimo 40% da frota de ônibus para atender:

– todos os trabalhadores nas redes de saúde pública e particular, profissionais da segurança pública, trabalhadores na coleta de resíduos (lixo), no Ceasa e no SAAE;

– pacientes em tratamento contínuo e com consultas marcadas, comprovadamente;

– pessoas doentes que precisam se locomover até as unidades de saúde.

A porcentagem de ônibus em circulação poderá se diminuída ou, se houver necessidade, aumentada durante o dia conforme avaliação do Poder Público e do Sindicato dos Rodoviários.

O plano de segurança também determina as empresas de transporte devem disponibilizar luvas, máscaras de proteção e álcool gel a todos os trabalhadores em transporte. O embarque dos passageiros irá ocorrer pela porta da frente, mediante comprovação e pagamento da passagem, salvo aos profissionais que têm direito ao passe livre.

As medidas restritivas de locomoção seguem as orientações das autoridades sanitárias para deter a propagação do novo coronavírus e, dessa forma, evitar o caos no sistema de saúde e, consequente, elevado número de mortes.

A proposta foi formulada em reunião que ocorreu no início da tarde desta quarta-feira, 25, entre diretores do Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba e Região, o presidente da Urbes – Trânsito e Transportes Sergio Pires de Abreu e o secretário de Meio Ambiente Maurício Tavares da Mota.

Se for necessário, Poder Público e Sindicato poderá se reunir na tarde da quinta-feira, 26, para reavaliar o plano de segurança e corrigir problemas. FONTE: Sindicato dos Rodoviários Sorocaba e Região