Mãe mata filha de 46 dias asfixiada com travesseiro, agentes da 24ª Delegacia de Polícia (Setor O, em Ceilândia) investigam o caso

Agentes da 24ª Delegacia de Polícia (Setor O, em Ceilândia) prenderam uma uma mulher acusada de matar a própria filha de 46 dias de idade. A autora confessou o crime alegando ter passado por uma gravidez indesejada.

De acordo com informações da Polícia Civil, após matar a filha, a mãe acionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), informando que a bebê teria dormido após ser amamentada e depois de um tempo parou de respirar.

Entretanto, segundo os investigadores, uma testemunha disse que a mãe teria matado a própria filha asfixiada e que teria comprado passagens para o nordeste, com objetivo de fugir. Após ser confrontada com essas informações, a autora decidiu confessar o crime.