Por Jean Paiva

Essa matéria não é uma pesquisa cientifica e nem um estudo de uma renomada universidade americana.
Esse é um simples relato de como acampar melhorou minha qualidade de vida.

Sofro de uma doença crônica, intimamente ligada ao stress e a ansiedade.
Sempre foi uma recomendação médica procurar atividades relaxantes, que fossem uma válvula de escape para reduzir o desgaste psicológico.

Eis que há pouco mais de um ano atrás, um amigo me convidou para acampar.
Comprei uma barraca das mais simples, um colchão inflável, coloquei no carro e parti com a minha esposa.
Foi uma das melhores experiências da minha vida.
Cercado de amigos, em contato com a natureza, na beira de um rio, com uma fogueira assando marshmellows e uma roda de violão.

Depois disso não parei mais, investi em equipamentos melhores, comecei a visitar campings diversos e a viajar mais (acampar é muito mais barato que hotel).
Minha esposa embarcou comigo nessa ‘vibe’ e também adorou.

Hoje, nossa válvula de escape do mundo é só uma: Acampar.
Seja na praia, em um camping ou em algum sítio, o prazer de acampar, de montar seu equipamento, de fazer seu churrasco simples com sua família ou amigos é inexplicável.

E o melhor de tudo?
Minha qualidade de vida melhorou, minha ansiedade e stress estão controlados e não tomo mais nenhum tipo de medicamento.

Não estou recomendado á vocês largarem seu tratamento médico e irem acampar, jamais duvidem do poder da ciência e da medicina!
Agora, se vocês assim como eu, necessitam de uma válvula de escape, experimentem essa atividade.
É simplesmente inexplicável o bem que faz a alma e ao corpo.

FOTO:  A foto que ilustra a matéria foi tirada por mim em um camping na cidade de Cananéia, no inicio desse ano de 2020. Acampamos e fizemos um passeio até a ILHA DO CARDOSO.