Khaylane da Silva Nascimento, de 15 anos, foi baleada na cabeça um beco perto da casa onde morava. Ela conversava com outros adolescentes, no bairro Bom Retiro, em Santos, quando tirou uma foto com flash. O crime ocorreu na noite de sábado e divulgada neste domingo, 2.

Depois de ativar o flash da câmera, um homem passou correndo e efetuou diversos tiros, um deles atingiu a garota. Testemunhas disseram que ela foi confundida com policias fotografando o local.

Segundo o boletim de ocorrência, ela teria se afastado para fazer uma self pouco tempo antes dos disparos. A área considerada perigosa.

Khaylane foi socorrida por vizinhos, mas não resistiu e morreu a caminho do hospital.

Violência

Uma pesquisa Datafolha realizada em dezembro de 2019 mostrou que a maioria dos brasileiros afirma que investimentos em geração de empregos e na melhoria da educação devem ser priorizados pelo governo no combate à violência, em detrimento a recursos que são ligados diretamente à área da segurança.

Entre os entrevistados, 57% disseram ser mais importante investir em áreas sociais do quem em segurança. O investimento nas polícias ficou com 41% e 2% não souberam responder.

O medo de sair à noite também foi abordado pela pesquisa: 72% dos brasileiros dizem temer andar pelas ruas depois que anoitece. Entre as mulheres, o índice aumenta para 79%. Entre os homens, fica em 63%.

A pesquisa foi realizada com 2.948 pessoas de 16 anos ou mais em 176 municípios entre 5 e 6 de dezembro. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos, e o nível de confiança é de 95%.

Fonte: MSN