Ranking das melhores cidades!

Sorocaba ocupa a 36ª posição, entre os mais de 5.570 municípios do País, e a 17ª no Estado no ranking que avalia as melhores cidades para fazer negócios. É o que revela um levantamento efetuado pela Urban Systems – empresa referência em inteligência e consultoria de mercado – em seu ranking das “100 Melhores Cidades para Fazer Negócios, edição 2019”, divulgado nesta terça-feira (22). De acordo com o levantamento, Sorocaba avançou 11 posições na colocação geral em apenas um ano, já que em 2018 ocupava o 47º lugar no ranking. A primeira do ranking é a cidade de São Caetano do Sul, seguida por Vitória e São Paulo.

Desta forma, a cidade está à frente de importantes cidades e capitais brasileiras, entre as quais Rio de Janeiro; Uberlândia; Juiz de Fora; Salvador; Macaé; Campo Grande; João Pessoa, Fortaleza e São Carlos. “Em um momento de retração e incertezas na economia brasileira, figurar como uma das melhores cidades para se fazer negócios é um importante indicativo no mapa de quem analisa um local promissor para investir”, destaca a prefeita Jaqueline Coutinho, que completa: “A divulgação de mais esse indicador positivo é motivo de muita alegria e o resultado de que estamos no caminho certo e na certeza de que devemos trabalhar, ainda mais, para avançarmos nesses indicadores, refletindo, na prática, em desenvolvimento, progresso e qualidade de vida para a nossa população.”

O estudo foi realizado em 317 municípios com mais de 100 mil habitantes, a partir de pesquisa em que são avaliados 70 indicadores em 11 eixos estruturantes: mobilidade; urbanismo; meio ambiente; energia; tecnologia e inovação; economia; educação; saúde; segurança, empreendedorismo e governança, distribuídos nos seguintes recortes temáticos: Desenvolvimento Econômico; Capital Humano, Desenvolvimento Social e Infraestrutura.

Os 317 municípios avaliados na pesquisa representam 70% do PIB brasileiro; 62% do total de empresas no Brasil; 72% dos empregos formais e 57% da população brasileira. Para estar entre as melhores cidades para fazer negócios, a prefeita Jaqueline Coutinho definiu fatores como planejamento estratégico, o comprometimento de sua equipe e criatividade enquanto ferramentas capazes de garantir o crescimento de Sorocaba.

Entre os eixos avaliados, no que se refere ao desenvolvimento econômico, o estudo destaca o volume de depósitos em poupança; financiamentos; dívida consolidada líquida e receita corrente líquida do município; crescimento do PIB; PIB per capta; crescimento dos empregos formais, crescimento das micro e pequenas empresas, entre outros indicadores. Também é avaliado o capital humano do município. Neste item Sorocaba ocupa a 31ª posição no País, avançando quatro colocações ante 2018. Este resultado se deve, segundo o estudo, principalmente aos indicadores de postos de trabalho atuais, formação superior e relação de empregos por habitante.

Outro indicador em que Sorocaba avançou de forma significativa foi em infraestrutura que avalia, por exemplo, do sistema de distribuição de água até questões de telecomunicações e mobilidade. Ou seja, que apontam cidades que não possuem barreiras para o desenvolvimento de negócios de diferentes segmentos. Nesse indicador Sorocaba subiu 17 posições, passado da 61ª para a 44ª no País.
Na teoria e na prática
O que o estudo mostra na teoria, se revela na prática. Isto porque os esforços do governo na atração de mais empresas e ampliações das já instaladas na cidade têm, cada vez mais, surtido efeito na ampliação e geração do emprego, movimentado a economia de Sorocaba.

No dia 19 de setembro a Toyota anunciou que sua unidade em Sorocaba receberá investimentos da ordem de R$ 1 bilhão para produção de um novo modelo de veículo, que deverá estar no mercado em 2021. De acordo com a montadora, para essa nova linha de produção a expectativa é que sejam gerados 300 empregos diretos, com perspectiva de outros cinco mil indiretos. O anúncio dos investimentos para a planta local foi feito pelos líderes mundiais da montadora, no Japão. Horas depois, para formalizar o investimento, executivos da montadora se reuniram com a prefeita de Sorocaba, Jaqueline Coutinho, no 6º andar do Palácio dos Tropeiros.

No final de julho, empresa britânica JCB – líder mundial em vendas de retroescavadeiras e manipuladores telescópicos (Loadall), também anunciou investimentos de cerca de R$ 100 milhões com a geração de 100 novos postos de trabalho em sua fábrica localizada em Sorocaba.
Já no dia 9 de outubro, Jaqueline Coutinho recebeu em seu gabinete o presidente e os executivos da multinacional italiana Master Martini (Unigrá), que atua há mais de 40 anos no setor de alimentação. A visita teve como objetivo anunciar o início operacional da unidade local, previsto para dezembro. A empresa já investiu R$ 80 milhões na cidade.