Início Interior de SP Falsa vidente é denunciada por golpe milionário em Pilar do Sul

Falsa vidente é denunciada por golpe milionário em Pilar do Sul

403
0
Foto: Reprodução
Segundo o Ministério Público, por meio de supostos trabalhos espirituais, a estelionatária desfalcou a vítima em mais de R$ 150 mil

A Justiça acatou denúncia do Ministério Público e tornou ré uma mulher de 50 anos acusada de aplicar um golpe milionário em Pilar do Sul. 

Segundo o processo, uma falsa vidente, em companhia de dois indivíduos ainda não identificados, ludibriou um agricultor de 55 anos e o desfalcou em R$ 151.350.

Segundo a denúncia, no dia 7 de fevereiro de 2017 a mulher avistou a vítima em um ponto de ônibus e atendeu o seu pedido de carona.

Durante o trajeto, a falsária afirmou que a vítima e sua família haviam sido alvo de ‘despachos’ e sugeriu que ele a acompanhasse até sua residência onde realizaria um trabalho espiritual para desfazer a ‘macumba’.

Ludibriada pela falsária e temendo pela sua vida e de sua família, a vítima acompanhou os criminosos. No local, a ‘vidente’ apresentou seis velas, que seriam utilizadas para desfazer a ‘magia negra’, e cobrou pelo serviço R$ 1.350, pago pelo agricultor por meio de cheque.

Se aproveitando da fragilidade da vítima, a falsa vidente disse que ele deveria retornar em data posterior para a continuação do trabalho espiritual. 

No dia 10 do mesmo mês a vítima compareceu novamente na residência da falsária, que realizou algumas atividades e marcou um próximo encontro para o dia 14 seguinte.

Na data combinada a falsa vidente realizou novos procedimentos e solicitou à vítima uma quantia maior para quebrar o ‘despacho’: R$ 180 mil. 

Desorientado e temendo um mal maior, o homem foi com a ‘vidente’ até o banco e transferiu tudo o que tinha na sua conta para a conta da mulher: R$ 150 mil, e emitiu um cheque de R$ 30 mil do restante.

Dias depois, sem dinheiro, a vítima se arrependeu, procurou a falsa vidente e solicitou a devolução dos valores pagos, mas ela informou que não seria possível. Mas, após muita insistência, a mulher transferiu a quantia de R$ 10 mil e rasgou o cheque de R$ 30 mil.

Neste momento o homem se deu conta que havia caído em um golpe e procurou a polícia e denunciou a estelionatária.

O caso ficou a cargo do SIG (Setor de Investigações Gerais) da Polícia Civil que instaurou inquérito, apurou o caso e o remeteu para o Ministério Público.

“O meio fraudulento empregado pela denunciada e por seus comparsas consistiu em ludibriar a vítima, utilizando-se de crença na existência de forças sobrenaturais, lesando o seu patrimônio mediante a suposta necessidade da realização de trabalhos espirituais”, diz a denúncia do Ministério Público, acatada pelo juiz Ricardo Augusto Galvão de Souza que tornou a falsa vidente em ré, pelo crime de estelionato.

Fonte: Pilar News