Início Esporte Em protesto no CT, torcida corinthiana critica jogadores e chama Carille de...

Em protesto no CT, torcida corinthiana critica jogadores e chama Carille de “retranqueiro”

225
0
Foto: Marcelo Braga

A Gaviões da Fiel, maior torcida organizada do Corinthians, cumpriu com o prometido na noite anterior e foi à porta do CT Joaquim Grava logo pela manhã dessa sexta-feira para protestar contra a maneira que a equipe tem se comportado nos últimos jogos.

O principal alvo foi Fábio Carille. Faixas foram expostas chamando o treinador de “retranqueiro”, além das tradicionais cobranças por raça e respeito a história do clube.

Com bateria, bandeirões e até sinalizadores, aproximadamente 150 torcedores se acumularam e também entoaram cânticos. E de novo Carille foi o principal alvo:
“Alô Carille, preste atenção, jogar para frente é mais que obrigação”“Hey, você aí, joga para frente ou o cargo vai cair”“Time sem vontade”. Andrés Sanchez também foi cobrado por planejamento.

Digão, presidente da uniformizada, afirmou que não houve pedido por uma conversa com os jogadores ou dirigentes. Depois de 1h15 de protesto, os torcedores partiram sem gerar qualquer transtorno.

“O Gaviões da Fiel tem esse DNA de cobrança. Só queremos que esses caras honrem a nossa história”, afirmou Digão. “Ele (Carille) tem que começar a acreditar mais na força da torcida, porque é esse povo aqui que faz virar o jogo. Então, vai para cima, vai com vontade. Só isso que a gente quer”, continuou.

“Só queremos raça e vontade, dando carrinho, indiferente ao resultado. Teve vários jogos que precisava trazer a vitória, mas chegou lá e honrou nossa história, saiu com a camisa suando, dando carrinho. É só isso, a torcida só quer isso. Vontade e honrar nossa história”, concluiu Digão.

O elenco do Corinthians treinou durante todo o protesto. A equipe enfrenta o Bahia às 19h deste sábado, na Arena, pela 20º rodada do Campeonato Brasileiro. O time terminou o primeiro turno em quinto lugar, dez pontos atrás do líder Flamengo, marcando apenas 21 gols em 19 jogos – por isso a grande crítica ao esquema de jogo do técnico Fábio Carille.

Na última quarta, o revés para o Independiente del Valle em Itaquera de uma forma vexatória acabou por ser o estopim para o protesto da Gaviões. O Corinthians vai precisar reverter uma desvantagem de dois gols na quarta-feira que vem, na altitude de Quito, para ir à final da Copa Sul-Americana.

Fonte: Gazeta Esportiva