Esporte

Gabigol ‘humilha’ Felipe Melo e Flamengo goleia Palmeiras por 3×0; confira os gols

Com uma exibição de gala, o Flamengo arrasou o Palmeiras por 3 a 0, neste domingo, no Maracanã lotado, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O nome do jogo foi o atacante Gabigol, autor de dois tentos. O primeiro, aos 12 da primeira etapa, foi em uma linda “cavadinha”, encobrindo o goleiro Weverton em sua saída. O segundo foi na etapa complementar, cobrando pênalti sofrido pelo lateral Rafinha.

O matador chegou à sua 28ª bola na rede em 2019, superando sua temporada mais goleadora, que havia sido em 2018, pelo Santos, com 27.

Ele ainda chamou a atenção durante o jogo por vários outros belos lances, com uma “pedalada” para cima de Felipe Melo, que levantou a torcida do Mengão. Nos acréscimos da segunda etapa, ainda aplicou um chapéu em Jean.

Quem completou o placar foi Arrascaeta, aos 38 do primeiro tempo, fuzilando Weverton de cabeça após cruzamento preciso de Rafinha.

Já o Alviverde pouco ameaçou a meta de Diego Alves, que praticamente assistiu ao duelo todo sem ser incomodado pelo rival.

Com o resultado, o Rubro-Negro vai a 36 pontos e segue na liderança do Brasileirão, com a mesma pontuação do Santos, mas à frente no saldo de gols.

O clube vive grande momento, o que foi comprovado mais uma vez nas arquibancadas: 65.969 torcedores compareceram ao Maracanã para ver a partida, resultando em uma renda de R$ 3.368.134,00.

O Verdão, por sua vez, segue estacionado nos 30 pontos e agora está em 4º lugar, atrás do São Paulo – vale lembrar que a equipe alviverde tem um jogo a menos, a ser cumprido contra o Fluminense, em 10 de setembro.

O novo revés também agrava a crise no Palestra Itália, que já havia ficado grande após a eliminação na Libertadores para o Grêmio, na última terça-feira.

Nos próximos dias, são esperados fortes protestos da principal torcida organizada do clube, que quer a demissão do diretor de futebol Alexandre Mattos.

Gols, dancinha na cara de Felipe Melo e maestro da torcida; veja o que Gabigol fez contra o Palmeiras

Foi ainda a primeira vez que o Alviverde perdeu por 3 de diferença desde o retorno de Felipão.

Na próxima rodada, o Flamengo enfrenta o Avaí, em partida que irá acontecer no Mané Garrincha, em Brasília, sábado, às 19h (de Brasília).

No mesmo dia, mas às 19h, o Palmeiras visita o Goiás, no Serra Dourada.

O JOGO

Mesmo no Maracanã lotado, quem criou a primeira boa chance do jogo foi o Palmeiras: logo aos 3 minutos, Willian foi lançado e cruzou com perfeição para Matheus Fernandes marcar de peito. No entanto, após revisão do VAR, o tentofoi anulado por impedimento do “Bigode” na origem do lance.

Em sua resposta, porém, o Flamengo foi fatal: aos 11, Gustavo Gómez errou na saída de jogada e Willian Arão ganhou a bola aérea no meio. Bruno Henrique achou Arrascaeta, que deu de primeira para Gabigol sair na cara de Weverton. Com um lindo toque por cobertura, ele abriu o placar no Maracanã.

Golaço de “cavadinha” para enlouquecer a torcida!

O gol animou o Rubro-Negro. Empurrado pela torcida, o time da casa tomou controle total da bola e pressionou para tentar ampliar a contagem ainda no primeiro tempo, alternando bons passes de Everton Ribeiro, Arrascaeta, Bruno Henrique e Gabigol.

Vivendo grande fase, com convocação para a seleção brasileira recentemente, Bruno Henrique infernizava a defesa alviverde. Aos 24, ele arriscou belo disparo de longe, que passou perto do travessão de Weverton.

Jogando pela primeira vez com a camisa 8, que era de Cuéllar, o volante Gerson fazia grande partida no Maracanã. Desarmando bem e chegando ao ataque com qualidade, ele também buscou o gol aos 31 minutos, em uma bomba rasteira, da entrada da área. Weverton agarrou firme.

O Fla era bem melhor em campo, e o segundo gol parecia questão de tempo. E de fato foi.

Aos 38 minutos, Bruno Henrique deu bela arrancada pela direita e cruzou com perfeição para Arrascaeta, que apareceu no segundo pau e fuzilou de cabeça, sem qualquer chance de defesa.

3 a 0, fora o baile em campo no Maracanã.

E o clube carioca só não fez o terceiro gol logo em seguida por causa de uma intervenção precisa de Vitor Hugo: Arrascaeta invadiu a área pela esquerda e rolou para Gabigol só completar, mas o zagueiro conseguiu salvar na hora H, antes que o centroavante empurrasse para dentro.

No último lance de destaque da primeira etapa, já nos acréscimos, Willian conseguiu marcar para o Palmeiras após sobra de bola em jogada aérea. No entanto, o tento foi novamente invalidado por impedimento após checagem no VAR.

Na segunda etapa, Luiz Felipe Scolari voltou de cara com uma alteração: tirou Matheus Fernandes e colocou Raphael Veiga, desmontando o esquema de três volantes que havia iniciado a partida, mas que claramente não funcionou.

Ainda assim, o Mengão voltou de forma superior e teve a primeira chance de ampliar logo aos 2 minutos: Gerson aproveitou bola rebatida e chegou enchendo o pé da entrada da área, por cima da meta palestrina.

Mais Flamengo: aos 4, Bruno Henrique robou a bola de Bruno Henrique, seu xará do Palmeiras, arrancou pelo meio e bateu firme, mas novamente a finalização saiu alta.

Mas de tanto insistir, o Flamengo foi premiado: aos 14 minutos, em boa puxada de contra-ataque, Rafinha recebeu na área e foi derrubado por Diogo Barbosa. Pênalti marcado pelo árbitro Rafael Traci.

Na cobrança, Gabigol só deslocou Weverton para aumentar a conta. Um verdadeiro passeio rubro-negro no Maracanã!

Sendo arrasado em campo, Scolari tentou mais uma mexida, trocando Willian por Gustavo Scarpa. Ao mesmo tempo, Jorge Jesus tirou Rodrigo Caio, que estava amarelado, e colocou Thuller.

O panorama do duelo, porém, em nada se alterou. O Flamengo seguiu administrando o jogo à vontade, enquanto o Palmeiras não oferecia qualquer perigo.

E a situação palestrina ficou ainda pior aos 38, quando Gustavo Gómez levantou demais o pé em uma disputa de bola, atingiu a cabeça de Bruno Henrique e levou cartão vermelho direito.

E com muita festa da torcida rubro-negra e até gritos de “olé”, o Fla só tocou a bola e esperou o apito final para celebrar mais uma vitória no Brasileirão e manutenção da liderança.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 3 x 0 PALMEIRAS

Local: Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro-RJ
Data: 1º de setembro de 2019, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Público: 61.390 pagantes / 65.969 presentes
Renda: R$ 3.368.134,00
Árbitro: Rafael Traci (SC)
Assistentes: Kléber Lúcio Gil (Fifa-SC) e Alessandro Álvaro Rocha de Matos (Fifa-BA)
VAR: Bráulio da Silva Machado (Fifa-SC)
Assistentes VAR: William Machado Steffen (Fifa-SC) e Alex do Santos (SC)
Cartão amarelo: Rodrigo Caio e Bruno Henrique (FLA); Willian e Bruno Henrique (PAL)
Cartão vermelho: Gustavo Gómez (PAL)

GOLS

FLAMENGO: Gabigol, aos 11, e Arrascaeta, aos 38 minutos do primeiro tempo; Gabigol, aos 15 minutos do segundo tempo (pênalti)

FLAMENGO: Diego Alves; Rafinha, Pablo Marí, Rodrigo Caio (Thuller) e Filipe Luís; Willian Arão, Gerson, Arrascaeta (Piris da Motta) e Everton Ribeiro; Bruno Henrique (Berrío) e Gabigol Técnico: Jorge Jesus

PALMEIRAS: Weverton; Marcos Rocha, Gustavo Gómez, Vitor Hugo e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Matheus Fernandes (Raphael Veiga) e Bruno Henrique (Jean); Dudu, Willian (Gustavo Scarpa) e Luiz Adriano Técnico: Luiz Felipe Scolari

SorocabaniceS
the authorSorocabaniceS
Jackson Freitas, criou a página SorocabaniceS no Facebook em 2015, apenas por diversão e para levar um pouco de humor para os Sorocabanos. Hoje em dia, o Sorocabanices, já se tornou a maior mídia social de entretenimento do interior de SP. Cobrando serviços dos governantes para a população de Sorocaba, com várias campanhas sociais, notícias e diversão, com mais de 1 milhão e 300 mil seguidores, levando o nome de Sorocaba para o Brasil e o mundo! Afinal, todo Sorocabano tem suas Sorocabanices.