Início Esporte Felipe Melo é suspenso por 4 jogos pelo STJD por agredir atacante...

Felipe Melo é suspenso por 4 jogos pelo STJD por agredir atacante Lucca do Bahia

464
0

Expulso contra o Bahia de forma direta ao acertar Lucca no rosto, o volante Felipe Melo, do Palmeiras, foi julgado nesta sexta-feira pela 5ª Comissão Disciplinar do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva).

Foi decidido que o Pitbull terá que cumprir quatro partidas de suspensão, desfalcando o Verdão nas próximas rodadas do Campeonato Brasileiro. O Alviverde irá recorrer e pedir efeito suspensivo.

Por conta da cotovelada em Lucca, o volante palestrino foi denunciado no artigo 254-A do CBJD (Código Brasileiro de Justiça Desportiva), que fala em “praticar agressão física ou desferir dolosamente soco, cotovelada, cabeçada ou golpes similares, assumindo o risco de causar dano ou lesão ao atingido”.

Como já ficou uma partida de fora por conta do cartão vermelho, o meio-campista não poderá atuar em mais três duelos.

Ou seja: será desfalque contra Flamengo, Goiás e Fluminense, os três próximos adversários pelo Brasileirão.

A pena imposta pelo STJD, aliás, poderia ser de até 12 jogos, mas Felipe Melo acabou recebendo a sanção mínima, de quatro partidas.

Vale lembrar que o camisa 30 também terá que cumprir gancho na Libertadores, já que foi expulso contra o Grêmio, na última terça-feira, e não estará em campo no jogo de volta das quartas de final.

DESEMPENHO COM E SEU FELIPE MELO

Felipe Melo comemora após marcar para o Palmeiras sobre o Corinthians
Cesar Greco/Ag Palmeiras
Mas será que o desempenho do time do Palestra Itália varia muito quando Felipe Melo não está em campo?

O site ESPN levantou os números desde sua chegada ao Palmeiras, em 2017, e mostra abaixo:

PALMEIRAS 2017 A 2019

2017 – 66 J – 36 V – 10 E – 20 D – 59,6% de aproveitamento
2018 – 74 J – 45 V – 18 E – 11 D – 68,9% de aproveitamento
2019 – 44 J – 26 V – 14 E – 4 D – 69,7% de aproveitamento

PALMEIRAS COM FELIPE MELO 2017 A 2019

2017 – 30 J – 20 V – 3 E – 7 D – 70% de aproveitamento
2018 – 55 J – 35 V – 14 E – 6 D – 72,1% de aproveitamento
2019 – 34 J – 22 V – 8 V – 4 D – 72,5% de aproveitamento

PALMEIRAS SEM FELIPE MELO 2017 A 2019

2017 – 36 J – 16 V – 7 E – 13 D – 50,9% de aproveitamento
2018 – 19 J – 10 V – 4 E – 5 D – 59,6% de aproveitamento
2019 – 10 J – 4 V – 6 E – 0 D – 60% de aproveitamento

CARTÕES E FELIPÃO
Na vitória do Palmeiras diante do Grêmio, na terça-feira, pela Libertadores, Felipe Melo recebeu o 2º cartão amarelo aos 32 minutos da etapa final por falta em Luciano. O volante já havia levado a primeira advertência ainda no tempo inicial. Expulso mais uma vez, o jogador acumula números complicados quando o assunto é disciplina dentro de campo.

Nos últimos 17 jogos do Palmeiras, Felipe Melo obteve 11 cartões amarelos e dois vermelhos, sendo que as duas expulsões foram em seguida. A primeira aconteceu diante do Bahia, no empate por 2 a 2 pelo Campeonato Brasileiro, quando acertou o rosto de Lucca com o braço e deixou o Verdão com inferioridade numérica ainda no tempo inaugural.

O Pitbull, inclusive, é o jogador mais indisciplinado deste Brasileiro, com sete amarelos e um vermelho em 10 jogos. Curiosamente, ele cometeu 16 faltas, o que corresponde a um cartão a cada duas infrações.

Felipe Melo mantém uma média semelhante com a camisa do Palmeiras se for levado em conta cartões e jogos. Desde que chegou ao clube, em 2017, disputou 119 partidas, levou 53 amarelos e quatro vermelhos.

Diferentemente do que aconteceu diante do Cerro Porteño, em 2018, quando Luiz Felipe Scolari programou uma conversa e a diretoria optou por multá-lo, Felipe Melo não deve sofrer maiores represálias por parte do treinador e do clube desta vez. O comandante palestrino acredita que um dos amarelos foi aplicado de maneira incorreta.

“Quando temos que cobrar de alguém, cobramos internamente. Hoje, não vou cobrar o Felipe Melo mais do que o normal, porque uma das faltas não era para amarelo. Posso dizer que não tenho que cobrar como uma ou duas vezes em que ele realmente prejudicou a equipe”, analisou Felipão.