Início Interior de SP Transporte por app será autuado se cobrar preços abusivos durante Greve Geral

Transporte por app será autuado se cobrar preços abusivos durante Greve Geral

287
0

O superintendente do Procon Sorocaba, Laerte Moletta, afirmou, durante entrevista no Jornal da Ipanema, da Rádio Ipanema, edição desta quinta-feira (13), que transportes particulares por aplicativo não podem elevar o preço da corrida durante aumento de demanda, como deve ocorrer durante esta Greve Geral, quando a frota de ônibus não circulará em sua totalidade.

Conforme Moletta, as empresas serão autuadas caso ocorra abuso de preço. Nesta sexta, o Procon deve fazer uma operação no intuito de evitar a cobrança de preços abusivos.

Segundo Moletta, o passageiro pode garantir sua reclamação ao Procon, caso haja abuso de preço, fazendo print da tela comprovando o aumento da cobrança, ou baixando o relatório de corridas solicitadas por ele para comprovar a diferença de valores pagos.

Circulação de ônibus em Sorocaba

O TRT-15 (Tribunal Regional do Trabalho 15ª Região) concedeu liminar para que 70% do transporte público circule normalmente no horário de pico durante a Greve Geral desta sexta-feira (14).

O pedido de liminar foi feito pelas empresas Consor (Consórcio Sorocaba) e STU (Sorocaba Transportes Urbanos LTDA). O Sindicato dos Rodoviários deve ser intimado da decisão ainda nesta quinta-feira (13).

A decisão é da juíza Maria da Graça Bonança Barbosa e foi proferida nesta quarta-feira (12). Segundo o documento do TRT15, 70% da frota deverá circular em horário de pico e 50% nos demais horários durante todo o dia da paralisação, com multa diária de R$ 5 mil caso haja descumprimento. Com esses percentuais, cita a relatora, “assegura-se o direito da comunidade sem violar o direito de greve dos trabalhadores”.

O divulgado pela Frente da Defesa Pela Aposentadora, composta por diversos sindicatos que aderirão à paralisação, entre eles o dos Rodoviários, é de que 100% da frota ficaria parada durante este dia.

FONTE: IPA ONLINE