Início Sorocaba Justiça determina que 70% dos ônibus circulem durante Greve Geral em Sorocaba

Justiça determina que 70% dos ônibus circulem durante Greve Geral em Sorocaba

457
0

O Ipa Online obteve, em primeira mão, a informação de que o TRT-15 (Tribunal Regional do Trabalho 15ª Região) concedeu liminar para que 70% do transporte público circule normalmente no horário de pico durante a Greve Geral desta sexta-feira (14).

O pedido de liminar foi feito pelas empresas Consor (Consórcio Sorocaba) e STU (Sorocaba Transportes Urbanos LTDA). O Sindicato dos Rodoviários deve ser intimado da decisão ainda nesta quinta-feira (13).

A confirmação da liminar que impede a totalidade do transporte paralisado foi feita pelo Secretário de Gabinete Central Eric Vieira, durante entrevista ao Jornal da Ipanema, da Rádio Ipanema, nesta quinta-feira (13).

A decisão é da juíza Maria da Graça Bonança Barbosa e foi proferida nesta quarta-feira (12). Segundo o documento do TRT15, 70% da frota deverá circular em horário de pico e 50% nos demais horários durante todo o dia da paralisação, com multa diária de R$ 5 mil caso haja descumprimento. Com esses percentuais, cita a relatora, “assegura-se o direito da comunidade sem violar o direito de greve dos trabalhadores”.

O divulgado pela Frente da Defesa Pela Aposentadora, composta por diversos sindicatos que aderirão à paralisação, entre eles o dos Rodoviários, é de que 100% da frota ficaria parada durante este dia.

Greve Geral

Devem participar do Ato Público de sexta-feira professores de escolas públicas, bancários, trabalhadores do transporte (como motoristas de ônibus), servidores municipais e estaduais de todos os tipos de função, metalúrgicos e trabalhadores da área industrial, além de estudantes.

Segundo o divulgado pelo Sindicato dos Rodoviários, 100% da frota de ônibus está previsto para não circular neste dia. Como já conhecido em outras Greves Gerais ocorridas em Sorocaba, os veículos não saem da garagem para ir aos terminais de ônibus, que ficam vazios.

A Prefeitura e a Urbes informaram, no início da semana, que “estudam conjuntamente as medidas a serem adotadas para tentar amenizar os efeitos da eventual paralisação. As concessionárias de transporte serão comunicadas pela Urbes para evitarem a paralisação, ficando sujeitas a sofrerem a aplicação de penalidades, caso descumpram a legislação vigente”.

Segundo a Frente de Defesa Pela Aposentadoria, os trabalhadores em transportes nos setores urbano, intermunicipal (suburbano), rodoviário, de fretamento e de cargas nas 42 cidades das regiões de Sorocaba, São Roque e Itapeva (de Araçariguama até Itararé) irão participar da Greve Geral e, seguindo a deliberação nacional da categoria, irão paralisar por 24 horas.

Marcha durante o ato

Às 10 horas de sexta-feira todos os manifestantes devem se concentrar na praça Coronel Fernando Prestes. No início da manhã, o grupo formado para executar o protesto, chamado de “Frente em Defesa da Aposentadoria”, organizou três pontos de concentração de saída para marchar até o Centro de Sorocaba, causando lentidão no tráfego de veículos nestas regiões, sendo eles:

8 horas – marcha a partir do “Sukão”, na avenida Itavuvu, rumo ao centro da cidade.

8 horas – concentração na rua Maranhão, 130 – bairro Santa Terezinha – organizada pelos professores estaduais da Apeoesp (Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo)

9 horas – concentração de estudantes na praça Frei Baraúna.

A Urbes – Trânsito e Transportes informou que, quando manifestações percorrem vias destinadas ao tráfego de veículos, os agentes de trânsito acompanham o ato estabelecendo desvios e orientado os motoristas, conforme a movimentação e itinerário dos manifestantes

FONTE: IPA ONLINE