Início Esporte Jogo da Copa América tem só 1.400 ingressos vendidos e preocupa Conmebol

Jogo da Copa América tem só 1.400 ingressos vendidos e preocupa Conmebol

272
0
Foto: Divulgação

Restando poucos dias para o início do torneio, jogos de pouco apreço estão com procura baixíssima dos Torcedores.

Às vésperas do início da Copa América, muitos bilhetes ainda estão disponíveis para compra. Apesar da boa expectativa para a competição, alguns jogos não contam com tanto apreço e a procura tem sido baixa. De acordo com apuração feita pelo site UOL, o duelo entre Japão x Equador, no Mineirão, é o que desponta mais preocupação. Isto porque, somente 1.400 entradas haviam sido comercializados.

O embate válido pelo Grupo C está marcado para o dia 24 de junho, e este número não inclui bilhetes que a entidade distribui para patrocinadores, cartolas, convidados, gratuidades e áreas VIPs.

No último relatório, o Comitê Organizador Local (COL) informou que pouco mais de 600 mil ingressos já haviam sido vendidos até o dia 7 deste mês. Foram colocados à venda 1 milhão de bilhetes.

Outro duelo que aparece com baixo número de venda, segundo a reportagem, é o embate entre Bolívia x Venezuela, também marcado para o Mineirão. Até o momento, somente 3.600 ingressos foram vendidos para o público geral.

No último dia 31 de maio, foi aberta a comercialização do quarto e último lote de ingressos para a Copa América. Os valores foram fixados entre R$ 30 (meia) da categoria 5 para jogos da fase de grupo, até R$ 890, da categoria 1, para a grande decisão, marcada para o dia 7 de julho, no Maracanã.

A final é o único jogo que não conta mais com bilhetes disponíveis. A estreia do Brasil, diante da Bolívia, dia 14 de junho, no Morumbi, ainda tem ingressos da categoria 1 disponíveis. O preço é de R$ 590.

Vale lembrar que, no último fim de semana, a Seleção Brasileira jogou para um pequeno público no Beira-Rio. Somente 16.521 pagantes assistiram a goleada sobre Honduras por 7 a 0, no último teste antes da Copa América.

O baixo público culminou em um largo prejuízo para Pitch Internacional – empresa responsável por comercializar os jogos do Brasil.

Fonte: UOL Esporte