Sorocaba

Moradores dizem que jovem morto sumiu após abordagem da GCM em Sorocaba

Alguns moradores e familiares do jovem encontrado sem vida em um lago do Pq. Vitória Régia em Sorocaba estão atribuindo a morte do rapaz a Guarda Municipal da cidade, pois o jovem teria desaparecido após uma abordagem na sexta-feira (19).

Moradores do Pq. Vitória Régia estão protestando neste exato momento após a morte do jovem Guilherme de 18 anos. Segundo a família, o jovem teria desaparecido na sexta-feira (17) pela manhã após uma abordagem da GCM, o que não foi confirmado.

A principal suspeita sobre a causa da morte é por afogamento e não há informações se o corpo estava com sinais de violência. A perícia foi chamada até o local.

O jovem foi encontrado sem vida neste domingo pelo corpo de bombeiros em um lago do bairro Vitória Régia em Sorocaba.

Moradores fecharam a entrada do bairro, colocaram fogo no matagal, incendiaram ônibus, apedrejaram um carro da Rede Record e há relatos, que teriam incendiado também um caminhão do SAAE.

Guilherme tinha 18 anos e estava para ser pai, pois sua companheira está grávida de 7 meses.

A Policia Militar e o Helicóptero Águia estão no local. Não há informações sobre feridos durante o protesto.

Prefeita de Sorocaba faz reunião de emergência após protesto no Pq. Vitória Régia

Ônibus e caminhões do Saae são atacados no Vitória Régia; prefeita chama reunião de emergência

Não houve feridos. Ônibus e pelo menos um dos caminhões foram incendiados pelo grupo de manifestantes

Pelo menos um ônibus do transporte coletivo urbano de Sorocaba e um caminhão de uma empresa terceirizada que presta serviços ao Saae foram incendiados durante protesto de um grupo de moradores do Parque Vitória Régia.

De acordo com a Prefeitura, um outro caminhão, pertencente à frota do Saae também foi roubado, mas não há informações, até aqui, de que tenha sido incendiado. Não há registro de feridos também. O protesto teria sido motivado pela morte de um rapaz, que estaria sendo atribuída à Guarda Civil Municipal.

Diante da situação, a prefeita Jaqueline Coutinho convocou uma reunião de emergência com secretários municipais, com o comando da GCM, o delegado seccional Wilson Negrão e o comando da Polícia Militar, para que sejam definidas as ações que serão tomadas em relação ao ocorrido.

As informações iniciais dão conta de que um grupo de moradores abordou um ônibus da empresa Consor , que atende a linha 58/1 (Sorocaba Park/Santa Marina), prefixo 1061. A abordagem aconteceu na rua José Martinez Peres.

Quatro pessoas teriam abordado o ônibus que estava apenas com o motorista. Ele foi retirado do veículo que foi atravessado numa ponte que dá acesso ao bairro e posteriormente incendiado. Isso aconteceu por volta das 14h30. O Saae já registrou as ocorrências na polícia e o Consor deverá fazer o mesmo.

Mais Lidas

To Top