Início Mundo Casal finge o nascimento e a morte de bebê pra conseguir doações...

Casal finge o nascimento e a morte de bebê pra conseguir doações na internet

450
0

Um casal tentou “armar” uma grande mentira, na verdade um golpe, o plano era arrecadar doações pedindo ajuda para o bebê.

A polícia desvendou o plano do casal Kaycee e Geoffrey Lang da Pennsylvania nos Estados Unidos. Primeiro disseram que precisavam de ajuda para o nascimento do filho, depois contaram que o bebê havia morrido, mas agora a polícia está indiciando os dois com a acusação de fraude e roubo.

Segundo informações da polícia local, a primeira fase da farsa que o casal criou, foi a de, durante meses, Kaycee se passar por gestante, para dar veracidade, durante meses ela teria usado uma barriga falsa, eles chegaram a divulgar o sexo do bebê que estavam esperando, menino, mas disseram que algo não ia bem, teria descoberto que a gravidez foi considerada de risco e que o médico orientou a mãe a ficar de repouso apara não ter o risco de perder a criança.

No mês de maio o casal organizou o chá de bebê, receberam muitos presentes e contaram coma presença dos familiares e amigos. A essa altura, todos estavam preocupados com o estado de saúde da mãe, Kaycee.

Passado algumas semanas, no dia 3 e junho o casal comunicou o nascimento do filho, deram o nome de Easton Walt Lang. Entrendendo que as pessoas aguardavam por uma foto do bebê, Kaycee e Geoffrey Lang publicaram na rede social a foto do filho, depois foi edscoberto que, na verdade se tratava de uma boneca reborn, produzida para ter uma realidade semelhante a dos bebês.

A segunda parte do plano do casal foi anunciar a morte do bebê, sem demora, poucas horas mais tarde após o nascimento que, até então eles disseram estar tudo bem, seria uma morte súbita. Para arcar com as despesas do sepultamento entre outras, os falsos pais pediram ajuda na web. Pessoas sensibilizadas com o tal drama, doaram para ajudar. Assim o casal arrecadou R$2.400,00.

O plano aprecia perfeito, só não contaram que uma pessoa viesse a suspeitar do golpe depois da informação e que o corpo do bebê seria cremado. A empresa foi procurada pela pessoa, as suspeitas foram confirmadas. O responsável pela empresa afirmou não ter serviços contratados pelo casal, o homem chamou a polícia que imediatamente investigou o casal.