Início Interior de SP Corpo de jovem de 19 anos desaparecida em Alumínio é encontrado em...

Corpo de jovem de 19 anos desaparecida em Alumínio é encontrado em matagal

38956
0

Foram quatro dias buscas pela jovem Aline Silva Dantas, 19 anos, moradora de Alumínio, a 80 quilômetros de São Paulo. No final da tarde, policiais que trabalhavam nas buscas pela jovem confirmaram que o corpo havia sido encontrado por volta das 16h de hoje (11), em uma área de mata, localizada entre a Vila Pedágio e Jardim Santa Luzia, caminho que a jovem deveria fazer por uma trilha para voltar para casa.

De acordo com informações de policiais que estiveram no local, o corpo foi encontrado dentro da mata, a cerca de 150 metros da trilha. Parcialmente carbonizado, ele estava escondido sob uma pilha de madeira. A área foi isolada pela polícia e por equipes do IML (Instituto Médico Legal), que deixaram o local com o corpo de Aline por volta das 18h rumo a Sorocaba.

Aline foi identificada com base nas informações repassadas pela família e graças a pedaços da roupa que ela vestia quando desapareceu no domingo (8) à tarde. Assim que o corpo foi encontrado, policiais civis fizeram diligências até uma casa em Alumínio, mas ninguém foi detido. A delegada Luciane Bachir, titular da DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de Sorocaba, que comanda as investigações, só vai se pronunciar sobre o caso nas próximas horas, segundo um dos policiais que trabalha no caso.

Corpo foi encontrado com a ajuda de cães farejadores

Cães farejadores da Guarda Municipal de Itupeva foram essenciais para que a vítima fosse encontrada, segundo a polícia. Da raça Bloodhound, Max e Astérix deram novo ritmo ao quarto dia de buscas. Ontem, o cão Max esteve na casa de Aline, passou por uma praça em frente à farmácia onde ela esteve e logo depois apontou o possível caminho feito pela jovem na mata.
“Max encontrou gotas de sangue em folhas e um pedaço de madeira e mudou totalmente o comportamento”, contou um dos integrantes do canil, indicando que havia algo de estranho. Hoje os policiais voltaram ao local e, no meio da tarde, o corpo da jovem foi encontrado embaixo de uma pilha de madeira parcialmente queimada.

Amigos e familiares de Aline, incluindo o pai dela, Almir Leite Dantas, e o marido, João Vitor de Almeida Ávila, acompanharam durante todo o dia as buscas pela mata, mas não estavam no local quando o corpo foi localizado. A mãe da jovem, Maria Zuleika Silva, está hospitalizada desde ontem e um pastor foi incumbido de dar a notícia da confirmação da morte da jovem.

O caso

Aline Silva Dantas desapareceu no domingo (8) após sair de casa, por volta das 16h, para ir até uma farmácia comprar fraldas para filha na cidade de Alumínio. Na farmácia a jovem tentou comprar o pacote de fraldas com o cartão corporativo do marido, mas a transação foi recusada. O farmacêutico que atendeu a jovem afirmou que o cartão está suspenso. Neide Dantas, tia de Aline, contou que cartão foi recusado porque a empresa cancelou o benefício de João Vitor, pois ele havia sido demitido na quarta-feira (4).

Ontem (10), o pai de Aline disse que o casal, que tem uma filha de 1 ano e 9 meses, passava por dificuldades financeiras. Sem dinheiro, os dois contavam com a ajuda de amigos da igreja frequentada por eles.

Logo após sair da farmácia, Aline foi flagrada por câmeras de vigilância, numa praça em frente à farmácia e passando por uma rua que seria o caminho que ela faria para retornar para casa.