Início Brasil ‘Cine Privé’ volta com tudo e ‘Emanuelle’ bate recorde de audiência na...

‘Cine Privé’ volta com tudo e ‘Emanuelle’ bate recorde de audiência na Band

220
0

Nos anos 1990 e 2000, as madrugadas de sábado para domingo foram os momentos de descobertas sexuais para boa parte dos jovens do país. Contagiados pela nudez fácil e gratuita, os pais de família de hoje escondem segredos molhados de uma adolescência libidinosa. As tramas, que iam do drama à comédia, eram apenas pano de fundo para mostrar seios e bundas, principalmente com as sequências de ‘Emmanuelle’, a grande representante do softporn noturno. Que era exibida na TV brasileira desde os anos 1980, mas virou mania na década seguinte.

O ponto de encontro era o clássico ‘Cine Privé’, que acaba de voltar à programação da Band, e fez sucesso esquentando a cama de adultos que começaram a descobrir sua sexualidade ali. E, se Tom Jobim dizia que “é impossível ser feliz sozinho”, há uma legião de quarentões que discorda do grande compositor e fez a programação bater pico de audiência nos últimos dois fins de semana.

Os números mostraram que o público realmente estava ansioso para a reestreia da faixa “Cine Privê”, da Band. De acordo com o Uol, a sessão de filmes eróticos garantiu para a emissora índice médio de 1,2 ponto de audiência em São Paulo, batendo a Record, que exibia o programa “Palavra Amiga com Bispo Edir Macedo no mesmo horário.

O filme foi ao ar entre 2h e 3h35 do último domingo (01). No horário do filme a Globo liderou com 5,9 pontos. O SBT veio a seguir com 2,7 pontos. Em seguida a Band com 1,2 ponto; depois RedeTV e Record empatadas com 0,7 ponto.

Em São Paulo cada ponto de ibope vale por cerca de 73 mil domicílios sintonizados, tendo cada um em média 3 moradores. Entretanto, devido ao conteúdo da faixa não ser exatamente familiar, é difícil imaginar que a casa inteira parou em frente à tv para contemplar o longa “Emanuelle 2: Antivirgem”, que foi o escolhido para ser exibido na reestreia do privê.

O filme chegou a ter um pico de 2 pontos, bem acima da média da emissora para este horário. Relembrando que esses dados são prévios, são o chamado “realtime”. O ibope consolidado só será divulgado nesta segunda por volta das 12h.

Mas, historicamente, nos últimos anos, não tem ocorrido muita variação entre os dados “realtime” e os consolidados da Kantar Media.

O “Cine Privê” é uma sessão chamada “soft-porn”, que exibe seios e ocasionalmente bundas. Não há praticamente nu frontal. Além da saga “Emanuelle”, a Band tem outras obras desse tipo de acervo, como “Justine”, que conta a saga de uma estudante adolescente, sexy (exploradora arqueológica), cobiçada por bandidos. Em tese, porém, ela permanece sempre virgem.

A sessão “Cine Privê” foi lançada pela Band no início dos anos 90 e ficou quase uma década no ar. Foi na verdade inspirada numa outra faixa de “sucesso” da década anterior, a sessão “Sala Especial”, exibida pela Record (às sextas).

Nascida em Utrecht (Países Baixos), Sylvia morreu em Amsterdã aos 60 anos de idade após sofrer um AVC, mas já sofria com dois tipos de câncer 10 anos antes disso.