Início Brasil Operação Lava Jato prende novamente o empresário Eike Batista

Operação Lava Jato prende novamente o empresário Eike Batista

101
0
Foto: Reprodução / Instagram

Empresário foi preso em casa onde cumpria prisão domiciliar desde 2017. Operação Segredo de Midas cumpre ainda quatro mandados de busca e apreensão. Defesa afirma que ‘ordem de prisão carece de amparo legal’.

A Polícia Federal prendeu novamente, na manhã desta quinta-feira (8), o empresário Eike Batista. É a segunda vez que o dono da EBX vai para a cadeia.

A operação foi motivada a partir do desenrolar das investigações das operações Calicute, Eficiência e Hashtag, além das delações seis pessoas, entre elas, do empresário Eduardo Plass, homologadas pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal.

Em seu depoimento, o colaborador Plass assinalou que os sócios do banco TAG BANK constituíram a empresa The Adviser Investments (TAI) para gerir os recursos deles no exterior: “contudo, posteriormente passaram utilizar a TAI para operações financeiras ilícitas”, explicou Plass na delação.

Eike estava em casa, no Jardim Botânico, na Zona Sul do Rio de Janeiro, onde há cerca de dois anos e meio cumpria prisão domiciliar.

A defesa de Eike Batista informou, em nota, que apresentará recurso.

Batizada de Segredo de Midas, a operação, um desdobramento da Lava Jato, busca provas de manipulação do mercado de ações e de lavagem de dinheiro.

O juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal do RJ, expediu para esta fase da Lava Jato dois mandados de prisão:

1 – Eike Furkhen Batista, já cumprido;
2 – Luiz Arthur Andrade Correia, o Zartha, diretor de investimentos do grupo EBX. Ele está no exterior.

Há ainda mais quatro mandados de busca e apreensão.

Fonte: G1