Uma das mulheres levou socos e até pontapés na cabeça e chegou a desmaiar. Os agressores pagaram a conta com dinheiro e fugiram.

Uma mulher e a filha foram agredidas em um bar na Barra da Tijuca, na Zona Oeste, quando tentavam defender um cachorro. O caso aconteceu no último domingo (28) em um bar.

A vítima conta que seis pessoas se sentaram numa mesa ao lado, acompanhadas de dois cães. Um dos homens do grupo começou a enforcar um dos cães com a coleira. Ela pediu para que ele parasse.

“Ele pulava com o cachorro de lado para lado, e todo mundo começou a comentar”, contou uma das mulheres.

Testemunhas afirmam que mãe e filha foram agredidas pelo homem e por uma outra mulher que fazia parte do grupo. Além dos dois, uma outra mulher, que também fazia parte do grupo, também participou das agressões.

““Ela foi para cima de mim. Foi quando a minha filha levantou para me defender. Ele empurrou a minha filha e ela pegou no cabelo, me deu um tapa e começou o puxão de cabelo para lá e para cá. Enquanto isso, o cara estava batendo na minha filha e a outra mulher também começou a bater”, afirmou a mãe da mulher agredida, que preferiu não se identificar.

A filha levou socos e até pontapés na cabeça e chegou a desmaiar. Os agressores pagaram a conta com dinheiro e fugiram.

“Ver a minha filha sendo linchada no chão e não poder fazer nada porque as outras duas mulheres estavam me segurando, e ver a mulher dando joelhada na cabeça dela e outro cara mordendo o braço da minha filha, é uma imagem que eu nunca vou esquecer”, explicou a mãe, que também foi agredida.

O caso foi registrado na 16ª DP (Barra). Os responsáveis pelo bar prestarão depoimento na tarde desta quarta (31). Os agressores ainda não foram identificados, mas responderão por lesão corporal.

Veja:

Fonte: G1